Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Empresas

Últimas notícias sobre "Empresas" publicadas em idealista.pt/news

Empresas públicas com prejuízos de 696 milhões de euros

O prejuízo das empresas do Setor Empresarial do Estado (SEE) chegou aos 696 milhões de euros no final de setembro de 2015. Trata-se, ainda assim, de um valor 26% inferior face ao mesmo período de 2014.

Notícia sobre:

Google, a empresa onde todo o mundo quer trabalhar

A Google, pela 7º vez em 10 anos, e pelo 5º ano consecutivo, está no top das 100 melhores empresas para trabalhar. O chamado algoritmo da "equipa perfeita", em que a companhia investiu mais de dois anos de pesquisa, é um dos mais recentes trunfos do gigante americano para continuar a destacar-se no ranking anual elaborado pela revista Fortune em conjunto com o Great Place to Work.

Notícia sobre:

Portugal fez 137 pedidos de patentes em 2015, mais 20% que no ano anterior

O número de patentes europeias concedidas às empresas e centros de investigação portugueses mais que duplicou em 2015. Segundo dados do Instituto Europeu de Patentes (IEP), foram concedidas 46 patentes, o que representa o maior número dos últimos dez anos e um aumento de 109% face a 2014. Ao todo, Portugal apresentou 137 pedidos no IEP no ano passado, mais 21,2% que no período homólogo.

Notícia sobre:

Escritórios: assim será o novo “quartel-general” da Trivago em 2018

A Trivago, maior motor de busca e comparador de preços de hotéis do mundo, vai mudar de instalações. A sede da empresa em Düsseldorf, na Alemanha, já começa a ser pequena para as suas ambições – a Trivago cresceu 222% desde 2012 – e para o número de trabalhadores (cerca de 950), por isso foi necessário ampliar o espaço. O novo “quartel-general” da Trivago está previsto ver a luz do dia em 2018.

Nova sede da empresa terá a forma de uma curva (Foto: Trivago GmbH).
Notícia sobre:

Venda de imóveis de empresas na Europa gera 20.000 milhões este ano

O volume de negócios proveniente da venda de imóveis de empresas na Europa deverá atingir os 20.000 milhões de euros este ano, revelou a consultora imobiliária CBRE.

Notícia sobre:

Quase metade das empresas não contrata mais pessoas porque clientes atrasam-se a pagar

Quase metade das empresas portuguesas (45%) não contrata mais pessoas porque não recebe a tempo e horas dos clientes. Em causa estão dados que constam no “Relatório Europeu de Pagamentos”, da multinacional sueca Intrum Justitia, segundo o qual os atrasos nos pagamentos causam estrangulamentos à gestão das empresas e impedem que estas possam fazer mais contratações.

Notícia sobre:

Nasceram 108 empresas por dia entre janeiro e agosto

Nos primeiros oito meses do ano foram constituídas 26.358 empresas em Portugal, o equivalente a uma média de 108 empresas por dia. Trata-se de um número muito superior ao verificado nos últimos dois anos: em 2013 e 2014 nasceram 100 e 99 empresas por dia, respetivamente, para um total de 24.407 e 23.859 companhias.

Notícia sobre:

Empresas têm 1,8 milhões de euros de salários em atraso

No primeiro semestre, a Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) detetou a existência de 480 empresas com salários em atraso há mais de 60 dias, no valor de 1,8 milhões de euros.

Notícia sobre:

Um quarto das empresas portuguesas teve perdas de receitas por causa de alterações legais

Uma em cada quatro empresas que operam em Portugal considera que as alterações legislativas e regulatórias “resultaram em perdas de receita nos últimos 12 meses”. Ou seja, 25% das companhias registaram perdas de receitas por causa de alterações legais ocorridas num ano.

Notícia sobre:

Deduções de faturas fazem disparar número de empresas apanhadas pelo Fisco com irregularidades

Falhas na comunicação de faturas, pedidos de reembolso de IVA de valor superior ao suportado ou a não declaração integral às Finanças do imposto liquidado. Estas são as principais irregularidades detetadas pelo Fisco num total de 94 mil empresas, quase o dobro do número registado no ano passado. O aumento de irregularidades está relacionado com o facto de as faturas terem passado a ser dedutíveis no IRS.

Notícia sobre:

Páginas