Notícias sobre o mercado imobiliário e economia Ir a idealista.pt »

mercado imobiliário

O investimento em imobiliário comercial está a crescer a olhos vistos. Nos primeiros seis meses do ano foram fechados em Portugal mais de dez negócios neste segmento de mercado, tendo o volume de transações superado os 110 milhões de euros.

Estrangeiros foram responsáveis por mais de 70% do volume total de investimento.
Notícia sobre:
Escritórios

A produção na construção cresceu 6,7% na Zona Euro e 5,5% na União Europeia (UE) em fevereiro face ao mesmo mês do ano passado, segundo dados do Eurostat. Em Portugal verificou-se uma tendência inversa, já que o país registou a segunda maior descida homóloga (-11,5%). Pior só mesmo a Roménia (-14,7%).

Notícia sobre:
Habitação

A venda de casas em Portugal caiu 55% em 12 anos, entre 2000 e 2012. Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), que tem por base dados da Direção-Geral da Política de Justiça, no período em causa, a região que registou a maior quebra foi Lisboa, com um decréscimo a rodar os 70%. Em situação inversa encontra-se os Açores, com descidas de 45%.

Notícia sobre:
Habitação

A Segurança Social tem 83 imóveis à venda, através do Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social (IGFSS), por 26,1 milhões de euros. Em causa estão prédios em zonas nobres de Lisboa, como por exemplo o Chiado, e noutras cidades, bem como armazéns, terrenos ou quintas no Douro e em Évora.

Em causa estão imóveis em zonas nobres de Lisboa e de outras cidades, como por exemplo Évora.
Notícia sobre:
Habitação
É um sinal de que o mercado imobiliário está a recuperar da crise.

As casas demoram, em média, 14 meses a ser vendidas. Trata-se, segundo o barómetro mensal Imovirtual Market Index (IMI), de um bom sinal para o setor, já que permite concluir que os imóveis levam agora menos tempo a ser absorvidos pelo mercado. No mercado de arrendamento, as casas demoram quatro meses a encontrar inquilino.

Notícia sobre:
Habitação
Quem compra tenta negociar bastante os preços e quem vende nem sempre está disposto a baixá-los.

Os últimos dados permitem concluir que o setor imobiliário português começou a recuperar, sendo que o mercado de arrendamento ganha força e são vendidas menos casas que em anos anteriores. Conclusão: quem compra tenta negociar bastante os preços, procurando pechinchas, e quem vende nem sempre está disposto a baixá-los.    

Notícia sobre:
Habitação

O investimento imobiliário global atingiu no quarto trimestre do ano passado os 183 mil milhões de dólares (133 mil milhões de euros). Segundo a consultora Jones Lang LaSalle (JLL), este resultado contribuiu para que os volumes anuais transacionados em 2013 se fixassem em 549 mil milhões de dólares (400 mil milhões de euros), o que representa um crescimento de 18% face a 2012.

No ano passado foram investidos 400 mil milhões de euros, mais 18% que em 2012.
Notícia sobre:
Empresas
Na Zona Euro, 60,1% da população reside numa casa própria enquanto 39,9% arrenda casa.

O Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social (IGFSS) prevê arrecadar cinco milhões de euros com a venda de imóveis este ano. Uma estimativa que consta no plano de atividades para 2014 e que representa um quarto do valor do património colocado no mercado imobiliário. Trata-se de um valor superior ao estabelecido para 2013 (quatro milhões), mas cujo valor já tinha sido ultrapassado no final do primeiro semestre. Em 2012, IGFSS arrecadou 1,9 milhões e em 2011 2,7 milhões.

Notícia sobre:
Habitação

Em 2013, foram transacionados aproximadamente 96,9 mil imóveis (urbanos, rústicos e mistos), tendo sido o terceiro trimestre o mais dinâmico (25,9%) logo seguido pelo quarto trimestre (25,6%). Os dados são do Gabinete de Estudos da APEMIP - Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal, que afirma que os Vistos Gold e o regime fiscal dos residentes não habituais são fatores determinantes para esta viragem no setor.

Notícia sobre:
Habitação

Páginas