Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Porquê utilizar o Home Staging para vender ou arrendar casas? (e a lista para que não te falhe nada...)

Autor: Redação

O idealista News Portugal tem uma nova rubrica quinzenal, destinada a quem quer aproveitar e valorizar ao máximo o potencial de cada espaço e tornar as casas mais atrativas, assegurada pela Home Staging Factory. 

Hoje, explicamos porque é importante usar (e bem) as técnicas do home staging para vender ou arrendar uma casa e os cuidados a ter em conta no caso de se receber visitas, de forma a causar boa impressão aos eventuais compradores/inquilinos. 

Já reparaste que o marketing é utilizado na venda de qualquer produto desde uma simples garrafa de água ao último grito da moda? 
O home staging pode ser visto como o marketing do produto imobiliário: valorizando a tua casa, vais dar-lhe vantagens concorrenciais face aos outros imóveis presentes no mercado e vais torná-la mais apetecível para os potenciais clientes.

Seduzir o comprador
Em 90% dos casos, a compra de uma casa faz-se por impulso, pelo encanto que consegue na primeira visita. O comprador toma geralmente a sua decisão nos primeiros 90 segundos da visita. Para isso, tens de conseguir que o visitante se imagine a viver na tua casa. Esta projeção torna-se difícil num espaço ocupado, cheio de móveis, de bibelots, de fotografias pessoais ou outros objetos que impedem que o comprador veja o potencial da casa.

O objetivo é agradares ao maior número possível de compradores, e para isso tens de dar à tua casa um ambiente de “casa modelo”. Evidentemente, não está em causa o teu gosto pessoal, mas a criação de um ambiente e de uma organização visual que promova a venda/arrendamento.

Vantagens do home staging

Ganho de tempo…
Ao aplicares as técnicas do home staging em casa consegues comercializá-la de forma muito mais rápida. Se conseguires seduzi-los, eles vão fazer rapidamente uma proposta para não correrem o risco de perder a casa.

…e de dinheiro!
A maior parte das pessoas não quer gastar dinheiro para preparar a casa de onde vão sair. É um erro! Pensa no exemplo do carro: vais comprar um carro que está sujo, ou que lhe falta um retrovisor, ou que está riscado? E se sim, não vais oferecer um valor muito mais baixo por ele? 

A maior parte das técnicas de home staging são simples e não muito caras. Mas não hesites em investir em algumas alterações: substituir o lava-loiça estragado, pintar uma parede vermelha, reparar azulejos partidos, etc. A ideia é eliminar os motivos de negociação.

Seguindo as regras do home staging, deves criar um ambiente e uma organização que tem como objetivo seduzir os potenciais compradores. Por isso opta por um estilo não muito marcado e as palavras de ordem são espaço, luz, limpeza, melhoramentos e arrumação. 

Alguns números:

  • Um imóvel demora, em média, 90 dias para ser vendido
  • A decisão de comprar uma casa é feita nos primeiros 90 segundos da visita
  • A compra de um imóvel é 9 em 10 vezes feita por impulso
  • Um imóvel valorizado segundo as regras do home staging vende-se duas vezes mais rapidamente
  • O orçamento de um serviço home staging é, em média, de 0,5 a 3% do valor total do imóvel
  • O retorno do investimento pode atingir 5 a 10 vezes o montante investido no home staging.

Por toda a Europa o home staging é um conceito largamente utilizado. Em Portugal ainda é relativamente recente, mas já existem vários serviços de home staging com resultados comprovados.

A importância de fazer uma check list para conseguir vender ou arrendar a casa

És do género de pessoa que tem sempre a casa impecável? O perfil do “arrumadinho”? Se não és, o melhor é fazeres uma check list e todos os dias antes de saíres de casa verificares se está tudo em ordem!

Lembra-te que a partir de agora a tua casa é uma casa de visitas! A impressão com que vão ficar da tua casa é fundamental no processo de decisão. É importante que mal entrem se sintam tão bem que comecem logo a imaginar como vão viver ali.

Aqui fica um breve check-list para que nada falhe no momento-chave:

Cozinha:

  • Lava-loiças, torneiras e todos os elementos de metal devem estar a brilhar
  • Forno, frigorífico e máquinas limpos
  • Bancadas limpas e arrumadas (sem nada à vista)
  • Loiça arrumada
  • Lixo despejado e nada de sacos de reciclagem à vista

Sala e sala de jantar:

  • Vidros a brilhar
  • Todos os objetos visíveis são os previstos da decoração
  • Superfícies limpas sem pó à vista
  • Luzes acesas incluindo uma vela de cheiro    

Quartos:

  • Roupa suja no cesto para lavar
  • Camas feitas e almofadas direitas
  • Objetos pessoais do quotidiano (livros, óculos, etc.) arrumados nas gavetas
  • Brinquedos arrumados nas caixas ou prateleiras

Casa de banho:

  • Impecavelmente limpa
  • Caixote do lixo fora da vista
  • Produtos de beleza arrumados
  • Tampa da sanita para baixo

Exterior:

  • Relva regada e cortada sem lixo à vista
  • Brinquedos e bicicletas arrumados
  • Entrada limpa e arrumada

Primeira impressão:

  • Nada de maus odores (animais, cigarro, lixo, etc.)
  • Temperatura agradável (pensa em aquecer a casa no inverno)
  • Tudo bem aspirado
  • Cortinas e estores abertos para deixar a luz entrar livremente
  • Casacos, sapatos, bibelots, etc. arrumados no armário