Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

5 cidades portuguesas para visitar num fim de semana

Destinos de fim de semana em Portugal
Praça da Oliveira, em Guimarães
Autor: Redação

A primavera chegou com força e convida a viagens de fim de semana para desfrutar o sol. Como as férias de verão ainda estão longe, uma escapadela de fim de semana pode ser a opção perfeita para relaxar, aproveitar o bom tempo e conhecer um pouco melhor a beleza de Portugal. Se gostas do plano, aponta na tua agenda estas 5 cidades portuguesas que podes descobrir em poucos dias.

1. Guimarães

Guimarães
Wikipédia
Guimarães, o berço de Portugal. Além da beleza desta cidade, a sua história e simbologia fazem dela um destino que todos os portugueses têm de visitar, pelo menos uma vez na vida.

O maior ponto de interesse é o Castelo, o primeiro de Portugal e o local onde começou a resistência de D. Afonso Henriques contra as forças de Leão e Castela. Mas Guimarães oferece muito mais, num ambiente tranquilo, perfeito para quem quer escapar à rotina e conhecer melhor a cidade onde “tudo” começou.

O que visitar em Guimarães:

  • Castelo de Guimarães - o primeiro castelo de Portugal restaurado e declarado Monumento Nacional no século XX;
  • Paço dos Duques de Bragança - é atualmente um museu que alberga um espólio dos séculos XVII e XVIII e, no segundo andar, é a residência oficial do Presidente da República, sempre que este se desloca ao norte do país;
  • Praça de Santiago - cheia de comércio e esplanadas, ideal para o convívio entre habitantes e visitantes;
  • Citânia de Briteiros, um conjunto de ruínas impressionantes da Idade do Ferro. É um dos povoados proto-históricos mais importantes da Península Ibérica, devido à sua dimensão, urbanismo e arquitetura.

O que comer em Guimarães:

  • Cabrito ou vitela assada - se és um amante da boa carne não podes deixar de provar um destes pratos;
  • Bacalhau com batatas a murro - um dos pratos de bacalhau mais típicos do país;
  • Toucinho do céu - este doce conventual é uma espécie de bolo feito com açúcar em ponto pérola, ao qual se adicionam amêndoas moídas, por vezes, doce de gila e, finalmente, uma grande porção de gemas de ovos;
  • Tortas de Guimarães - estes doces conventuais em forma de concha são outro dos doces mais típicos de Guimarães. Preparam-se com massa folhada e estão recheados de doce de chila, ovos e amêndoas.

Se queres passar uns dias na tranquilidade de Guimarães, encontra o teu alojamento na Rentalia.

2. Aveiro

Aveiro
Wikimedia commons
Muitas vezes referida como a Veneza de Portugal, Aveiro tem um encanto especial que faz com que seja uma das cidades mais interessantes do país.

A ria define muito do charme desta cidade e sugerimos que explores Aveiro embarcando num dos típicos barcos da terra, os moliceiros, caracterizados pela decoração colorida e mensagens humorísticas.

Sugerimos também uma visita à praia da Costa Nova, uma praia extensa que é considerada das melhores praias portuguesas para a prática de desportos aquáticos. O ex-libris desta praia são os palheiros, umas casas apaixonantes pintadas com riscas coloridas.

O que visitar em Aveiro:

  • Passeia em Moliceiro pelos canais da cidades - algo imprescindível. Estes barcos, antigamente utilizados para transportar o moliço (algas da ria), são a imagem de marca da cidade. Vê a cidade e aprende sobre ela com as explicações do condutor do barco;
  • A Praça das Arcadas - na parte histórica de Aveiro, esta praça rodeada de arcos é uma das mais bonitas da cidade;
  • Passeia pelo Canal de São Roque e visita o armazém do sal, ainda ativo;
  • A Ponte dos Namorados - a ponte mais romântica da cidade, coberta com fitas coloridas deixadas pelos apaixonados.

O que comer em Aveiro:

  • Ovos moles - estes doces conventuais emblemáticos na cidade são preparados com folhas de hóstia moldada em forma de amêijoas, peixes, bateiras, conchas e búzios, que podem ser cobertos por uma calda de açúcar;
  • Pão de ló de Ovar - um bolo esponjoso e húmido elaborado com ovos, açúcar e farinha de trigo e sem fermento ou calda;
  • Caldeirada de enguias - uma espécie de estufado de enguias, que é uma verdadeira iguaria.

Descobre Aveiro e aloja-te numa das casas de férias anunciadas na Rentalia.

3. Óbidos

3. Óbidos
Wikipédia
No distrito de Leiria, Óbidos conta com um maravilhoso centro histórico, rodeado por muralhas com ameias clássicas, e é uma vila composta por um labirinto de ruas calcetadas e casas caiadas de branco, decoradas com flores e toques de tinta amarela e azul.

Esta vila encantadora é uma enorme atração turística para todos aqueles que querem descobrir a sua história, visitar o seu impressionante castelo, assistir aos inúmeros eventos culturais ou passar uns dias num dos ambientes mais românticos do país.

Perde-te nas suas ruas, percorre as muralhas e deixa-te envolver pela história deste museu a céu aberto.

O que visitar em Óbidos:

  • O Castelo de Óbidos - edificado pelos árabes e oferecido, mais tarde, como dote de várias rainhas, como a Rainha Santa Isabel e a Rainha Leonor;
  • A Igreja Matriz de Santa Maria, a Igreja da Misericórdia e a Igreja de São Pedro - são verdadeiros santuários da vila;
  • Porta da Vila - a principal entrada da vila de Óbidos, consiste num portão duplo com o interior revestido de azulejos do século XVIII;
  • Museu Municipal de Óbidos - foi inaugurado em 1970 e conta com várias obras de caráter religioso.

O que comer Óbidos:

  • A Ginjinha no copo - de cor vermelha escura, a ginja é um licor com duas variedades distintas: o licor simples e o licor com frutos no seu interior, por vezes aromatizado com baunilha ou um pau de canela. Em Óbidos, normalmente, bebe-se num copo de chocolate que deve ser comido ao final;
  • Chocolate - todos os anos, a vila recebe o Festival Internacional de Chocolate. Além de ver as maravilhosas peças criadas com chocolate, poderás degustar alguns dos melhores doces chocolatados do mundo. Este ano celebra-se entre os dias 25 de abril e 5 de maio;
  • Pão - na vila podes encontrar alguns dos melhores pães de lenha de todo o país.

Aproveita um fim de semana romântico em Óbidos, num destes alojamentos.

4. Évora

Évora
Wikipédia
Sendo uma das três cidades mais importantes do Alentejo, Évora destaca-se como uma cidade-museu e as suas raízes alcançam os tempos romanos.

A arquitetura, as casas brancas, os azulejos e as varandas são alguns dos principais elementos que caracterizam esta cidade. Além disto, a UNESCO destaca a muralha, o Aqueduto da Água e Prata e a catedral como os locais de maior interesse cultural.

Passando por Évora, é obrigatório provar a celebrada gastronomia alentejana e, por isso, recomendamos um bom almoço num dos restaurantes tradicionais da cidade, com um bom queijo alentejano e regado com um bom vinho da região.

O que visitar em Évora:

  • A Capela dos Ossos - situada na Igreja de São Francisco e construída por monges franciscanos, que decoraram toda a capela com ossos. Aqui encontrarás a inscrição “Nós ossos que aqui estamos pelos vossos esperamos”;
  • O Templo Romano de Évora - erroneamente conhecido como Templo de Diana, faz parte do centro histórico da cidade, o qual foi classificado como Património Mundial pela UNESCO. O templo romano encontra-se classificado como Monumento Nacional pela DGPC;
  • O Cromeleque dos Almendres - é o monumento megalítico, constituído por 95 monólitos de pedra, o mais importante do seu tipo na Península Ibérica, e um dos mais importantes da Europa, não só pelas suas dimensões, mas também pelo seu estado de conservação;
  • A Catedral de Évora ou Basílica Sé de Nossa Senhora da Assunção - é um monumento marcado pela transição do estilo românico a gótico, marcado por três majestosas naves.

O que comer em Évora:

  • Açorda à Alentejana - esta é uma sopa diferente, que conta com várias versões ao longo do país. Preparada com alho, sal, azeite, água em ebulição e pão fatiado, pode também levar coentros, poejos e peixe;
  • Queijo de Évora – DOP - um queijo curado, de pasta dura ou semi-dura, com cor ligeiramente amarelada, circular e de dimensões reduzidas;
  • Torrão Real de Évora ou Torrão de Ovos - um doce conventual irresístivel, preparado com gemas de ovo, açúcar e amêndoas;
  • Queijadas de Évora - outro doce conventual típico da cidade. Têm uma massa crocante e um recheio à base de ovos e queijo fresco.

Passeia por Évora e depois relaxa um destes alojamentos publicados na Rentalia.

5. Silves

Silves
Wikipédia
Contrastando com o ritmo frenético das zonas costeiras do Algarve, o encanto de Silves encontra-se na oferta de tranquilidade, ao mesmo tempo que oferece diversas atividades de interesse turístico.

Considerada a melhor cidade da região norte do Algarve, a antiga capital do Algarve presenteia uma fantástica oportunidade para descobrir o Portugal autêntico. Apesar das zonas de interesse poderem ser visitadas em cerca de cinco horas, é aconselhável passar uma noite ou duas, para tirar proveito da tranquilidade da cidade.

Os pontos principais desta cidade são a Catedral de Silves, o Museu Municipal de Arqueologia de Silves, a ponte romana e, claro, a sua maior atração, o Castelo de Silves, composto de tijolo vermelho que rouba a paisagem local.

O que visitar em Silves:

  • A Catedral de Silves - erguida no século XV, a antiga Sé de Silves apresenta um estilo gótico, combinado com elementos de outras épocas, fruto das suas alterações ao longo dos séculos;
  • O Museu Municipal de Arqueologia de Silves - inaugurado em 1990, permite fazer uma viagem ao passado com artefatos que remontam até ao século XIII;
  • A ponte romana - uma ponte sobre o rio Arade localizada na cidade de Silves, rodeada de controvérsia, que se diz ter sido construída originalmente em tempos romanos e reconstruída no século XV;
  • O Castelo de Silves, na foz do rio Arade, é o maior castelo da região algarvia, sendo considerado o mais belo exemplo da arquitetura militar islâmica em Portugal.

O que comer em Silves:

  • Papas de milho - um prato tradicional que dava forças a quem tinha de trabalhar no campo, à base de milho;
  • Galinha de cabidela - um guisado de frango ao qual se adiciona durante o cozimento o sangue avinagrado do animal. No sul, normalmente é servido com couve refogada;
  • Tarte de alfarroba - uma tarte deliciosa, húmida e irresístivel, preparada com farinha de alfarroba;
  • Morgado de Figo - um bolo à base de figo e amêndoa, os ingredientes mais populares da doçaria algarvia. Também leva chocolate, canela, erva-doce e limão e é coberto com uma calda de açúcar.

Encontra a tua casa de férias em Évora na Rentalia