Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Descobre os queijos portugueses de Norte a Sul do país

Rota dos Queijos Portugal
Pixabay
Autor: Redação

Com a chegada do outono e dos dias mais frios, os planos que envolvem destinos gastronómicos são cada vez mais apetecíveis. A lista de opções é longa mas, entre as mais procuradas estão as rotas de queijos, que pretendem dar a conhecer alguns dos melhores queijos produzidos em Portugal.

Para te ajudar a decidir por onde começar, preparámos um roteiro que te levará a provar os melhores queijos portugueses de Denominação de Origem Protegida (DOP), e que te deixará de barriga cheia. Esperamos que tenhas apetite porque estes queijos são de comer e chorar por mais!

1. Queijo de Azeitão DOP

2. Queijo da Serra da Estrela DOP

3. Requeijão Serra da Estrela DOP

4. Queijo de Cabra Transmontano DOP

5. Queijo de Évora DOP

6. Queijo de Nisa DOP

7. Queijo do Rabaçal DOP

8. Queijo de São Jorge DOP

1. Queijo de Azeitão DOP

Queijo de Azeitão DOP
Wikipedia
A primeira paragem da nossa rota de queijos é Azeitão, no distrito de Setúbal. Entre os seus pontos de interesse podemos encontrar a Igreja de São Lourenço, o Chafariz dos Pasmados e o Palácio dos Duques de Aveiro, mas é pela produção de queijo (além das tortas e do vinho) que a região a sul do Tejo se destaca. 

Com uma textura cremosa e um sabor forte, o queijo de Azeitão apela a diferentes paladares e é feito a partir de leite de ovelha. Perfeito para acompanhar com pão ou tostas, podes encontrá-lo à venda na maioria dos supermercados do país. No entanto, sugerimos-te que visites Azeitão, a apenas 30 minutos de Lisboa, e conheças o que há por trás da produção do queijo. Compra-o numa mercearia tradicional e desfruta de um fim-de-semana para repor energias.

Se és vegetariano, não te preocupes, este queijo é fabricado com flor de cardo em vez de coalho animal e podes comê-lo sem problemas.

Alojamento de férias em Setúbal

2. Queijo da Serra da Estrela DOP

Queijo da Serra da Estrela DOP
Wikimedia commons
De volta à rota dos queijos, rumamos agora à Serra da Estrela. Ideal para um fim-de-semana de outono, para passar uns dias a esquiar no inverno ou relaxar numas termas, esta região tem muito mais a oferecer do que as suas montanhas com neve. Neste caso, é na produção de queijo da Serra da Estrela que nos vamos focar.

Famoso pelo seu cheiro muito forte (que não é para todos os gostos) e textura amanteigada, é conhecido em todo o país como "Queijo da Serra" ou “Rei” dos queijos portugueses.

Perfeito para untar, é tão cremoso que é impensável cortá-lo. Em vez disso, corta uma forma circular no topo do queijo e cria uma espécie de tampa na casca, retira-a e, com uma colher experimenta esta maravilha de queijo quase derretido.

3. Requeijão da Serra da Estrela DOP

Requeijão da Serra da Estrela DOP
Pixabay
Ainda na Serra da Estrela, vamos do 8 ao 80 no que respeita a intensidade de sabores e aromas. Se és fã do ricotta italiano, o Requeijão da Serra da Estrela DOP pode ser a opção perfeita para ti. Obtém-se por precipitação ou coagulação, pelo calor, das proteínas contidas no soro resultante da laboração do Queijo Serra da Estrela DOP e é ideal para untar no pão devido à sua textura suave e delicada.

Esta massa cremosa e ligeiramente granulosa, macia e uniforme, de cor branca é outro produto típico da Serra da Estrela e pode ser degustado simples, desfeito em leite ou café, misturado com mel, doce de abóbora com ou sem pedaços de noz, avelã ou amêndoa... Qualquer desculpa é boa para comer um bom bocado!

Alojamento de férias na Serra da Estrela

4. Queijo de Cabra Transmontano DOP

Queijo de Cabra Transmontano DOP
Wikipedia
Da Serra para Trás-os-Montes, rumamos agora em direção a uma das regiões mais bonitas de Portugal Continental. Dona de paisagens verdes e senhora de aldeias tranquilas, Trás-os-Montes é também a região do Queijo de Cabra Transmontano DOP. Aí, além de belos passeios pelo campo e conhecer os costumes locais, podes degustar um queijo curado, muito duro e salgado, preparado com leite de cabra.

Normalmente, caracteriza-se pela sua cor muito amarela, embora também seja comercializado em tons mais vermelhos, já que muitas vezes é coberto com pimentão para intensificar o seu sabor. 

Típica da região de Trás-os-Montes, esta iguaria também pode ser provada um pouco por todo o país e são muitas as lojas especializadas (e até supermercados) que o vendem. No pão, em lascas sobre uma salada, como entrada... Este queijo é perfeito de qualquer maneira!

Alojamento de férias em Trás-os-Montes

5. Queijo de Évora DOP

Queijo de Évora DOP
Wikimedia commons
De Norte a Sul do país, vamos agora até ao Alentejo. Mais precisamente, a Évora. Menos denso que o queijo de cabra transmontano e típico da capital alentejana, este queijo denominação de origem é um queijo semi-duro, de cor amarelada, produzido com leite cru de ovelha, da raça regional Merina Branca.

Se és um fã dos queijos salgados e ligeiramente picantes, aqui tens uma excelente desculpa para visitar Évora. E, se preferes sabores mais suaves, podes optar pela versão fresca ou menos madurada e deliciar-te igualmente com o seu sabor delicado mas intenso. E aconselhamos-te a provar um vinho alentejano, que sempre casa bem com este tipo de queijos.

De passagem, aproveita para conhecer alguns dos pontos de interesse da cidade, dos quais destacamos o Templo Romano, a Capela dos Ossos e a icónica Praça do Giraldo

Alojamento de férias em Évora

6. Queijo de Nisa DOP

Queijo de Nisa DOP
Wikipedia
Também no Alentejo partimos agora para visitar Nisa. Aí, encontramos outro queijo famoso, o Queijo de Nisa. Preparado com leite cru de ovelha, da raça regional Merina Branca, este queijo também pode ser degustado por vegetarianos quando se prepara com um coalho vegetal.

É um queijo de pasta semi-dura, com a caraterística cor amarela e é produzido em queijarias locais que mantêm os métodos de produção tradicionais. Ideal para acompanhar com tostas, bolachas de água e sal ou numa sandes. Deixa-te levar pelo sabor cítrico e irresistível do queijo de Nisa, e descobre os fascínios das terras alentejanas.

Alojamento de férias no Alentejo

7. Queijo do Rabaçal DOP

Queijo do Rabaçal DOP
Wikipedia
De volta à zona de Coimbra, é no Rabaçal que encontramos outro queijo DOP. O queijo do Rabaçal é outro dos queijos mais famosos do país.

É um queijo curado de pasta semidura a dura, branco-mate, produzido de forma artesanal a partir de uma mistura de leites de ovelha e cabra e de um coalho de origem animal. Se o provas, notarás um sabor caraterístico que se deve à erva “Santa Maria”, um tomilho espontâneo, abundante nesta região e que serve de alimento às ovelhas e cabras que fornecem o leite para a produção deste queijo.

Não deixes de prová-lo como entrada, sobremesa ou numa refeição suave. E, para complementar o fim-de-semana, além da cidade dos estudantes, aproveita para visitar as aldeias de xisto da região de Coimbra e descobre alguns dos segredos mais bem guardados do país.

Alojamento de férias em Coimbra

8. Queijo de São Jorge DOP

Queijo de São Jorge DOP
Wikipedia
Falando em "tesouros bem guardados" é hora de voar até aos Açores. Tal como a lampreia, há quem goste e quem odeie. Falamos do queijo São Jorge DOP, também conhecido como "Queijo da Ilha". É obtido a partir de leite cru de vaca e trata-se de um queijo curado, de pasta dura ou semi-dura e cor amarelada, obtida após um período de maduração de cerca de 60 dias.

A sua produção iniciou-se à cerca de 500 anos, na ilha de São Jorge nos Açores e, até aos dias de hoje, quase não sofreu alterações. A qualidade da vegetação da ilha faz com que a alimentação dos animais seja muito completa, o que se reflete na qualidade do leite e, consequentemente, do queijo que tem um sabor picante e viciante.

Se visitas os Açores este é o souvenir perfeito. Mas, antes de ir embora, há algumas paragens obrigatórias como a vilade Velas, a Igreja de São Jorge ou o Arco Natural de Velas.

Alojamento de férias na Ilha de São Jorge