Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

O incrível arranha-céus que ocupará o (famoso) terreno de mais de 2.500 milhões de euros em Hong Kong

Um projeto da autoria do estúdio Zaha Hadid Architects.

Exterior
Fachada do edifício / Arqui9, MIR, Cosmocube, PixelFlakes, ZHA
Autor: Redação

O estúdio de Zaha Hadid acaba de apresentar o projeto do arranha-céus de 190 metros de altura e 36 andares que deverá ser construído no coração do distrito comercial de Hong Kong, no agora famoso terreno da Murray Road. Famoso porque o promotor e responsável pelo desenvolvimento da obra, a imobiliária Henderson Land, pagou uns colossais 3.000 milhões de dólares, cerca de 2.574 milhões de euros, em 2017, pelos 2.880 metros quadrados (m2) de terreno onde estava localizada um estacionamento.

Agora, o local terá um edifício que fará "jus" ao dinheiro pago pelo terreno. O arranha-céus do estúdio Zaha Hadid Architects terá uma fachada de vidro, composta por quatro camadas de laminado duplo e dupla curvatura, garantindo o isolamento térmico do edifício, reduzindo a necessidade de energia para para arrefecer os espaços interiores.

No desenho existem vários segmentos curvos que se elevam para formar um par de varandas ao ar livre que terão árvores e jardins. “O formato do prédio foi baseado no formato de um botão da planta Bauhinia, uma espécie de orquídea, a flor que está no centro da bandeira da cidade”, afirmam desde o estudo britânico.

O edifício irá ligar-se à rede de passadiços pedonais elevados que existem na cidade, com uma série de pátios e jardins colocados sob o edifício. Será construído com uma estrutura de aço de alta resistência e foi projetado para alcançar a classificação de sustentabilidade LEED Platinum e a mais alta classificação de 3 estrelas no Programa de avaliação de edifícios ecológicos na China.