Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Palmira, uma cidade que é Património da Humanidade e está em risco de desaparecer (fotos)

Autor: Redação

A Unesco fez soar o alarme perante o perigo que recai sobre a histórica cidade de Palmira, situada na atual Síria, eleita Património da Humanidade em 1980. Em causa está o facto de o grupo jiadista Estado Islâmico (EI) ter tomado de assalto a cidade e ter posto em perigo as suas históricas ruínas persas e Greco-romanas.

A cidade foi fundada no final do terceiro milénio junto a um oásis entre os rios Orontes e Eufrates, no berço da civilização. Sob o Império Romano, Palmira viveu anos de esplendor até ao século III d.C, tendo sido depois saqueada pelo imperador Aureliano no ano 273. Os seus sítios arqueológicos estão entre os vestígios mais importantes do último período da Antiguidade Clássica.

Agora, a Unesco teme que o EI repita atentados contra património histórico, à semelhança do que já aconteceu na cidade assíria de Nimrud ou no Museu de Mosul e pediu a intervenção da União Europeia (UE) e da ONU para proteger este lendário enclave cultural.