Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Habitação

Propostas sobre arrendamento do PSD viabilizadas pelo PS - benefícios fiscais incluídos

Quatro dos dez projetos de lei do PSD sobre arrendamento foram, esta quinta-feira, aprovados na generalidade pelos socialistas, com destaque para a atribuição de benefícios fiscais para senhorios que façam contratos a partir de dois anos e o aperfeiçoamento do Balcão Nacional do Arrendamento (BNA). Dos seis projetos chumbados, constam propostas para atribuição de benefícios fiscais para dedução de encargos com imóveis de jovens até 30 anos com contratos de arrendamento.

Notícia sobre:

Mais-valia da venda da Feira Popular de Lisboa reinvestida em casas com rendas acessíveis

A Câmara de Lisboa conseguiu vender os terrenos da antiga Feira Popular, em Entrecampos, por um valor superior ao esperado. A Fidelidade pagou 274 milhões à autarquia, mais 85,5 milhões do que o preço-base. O presidente da autarquia, Fernando Medina, já veio dizer que vai utilizar o dinheiro para investir em habitação a custos acessíveis.

Notícia sobre:

Simulador IMI Deco: quatro milhões de imóveis podem estar a pagar imposto a mais

Cerca de quatro milhões de imóveis podem estar a pagar imposto a mais porque as Finanças não atualizam automaticamente os coeficientes que determinam o valor do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), alerta a DECO. Se achas que és um desses casos sabe é possível pedir uma nova avaliação da casa gratuitamente: podes fazê-lo até 31 de dezembro.

Notícia sobre:

Um em cada seis jovens portugueses vive em casas sobrelotadas

Um em cada quatro jovens da União Europeia (EU) entre os 15 e os 29 anos vive em casas sobrelotadas, segundo os dados mais recentes do Eurostat. Portugal faz melhor que a média europeia: por cá, há um jovem em cada seis que vive em agregados com excesso de residentes. O país ocupa assim o 12º lugar na lista dos 28 países, à frente da Suécia, Dinamarca, Aústria e Itália.

Notícia sobre:

Assédio a inquilinos punido com multa diária de até 30 euros

Os senhorios que pressionem de forma ilegítima os inquilinos, para que desocupem as casas arrendadas, vão passar a ser punidos com uma multa diária de 20 euros (30 euros no caso de deficientes ou idosos). A proposta, que foi posta em cima da mesa pelos socialistas e que conta com o apoio do Bloco de Esquerda e PCP, será votada na comissão parlamentar da Habitação esta sexta-feira, 14 de dezembro de 2018.

Notícia sobre:

2018, um ano marcado pelas alterações às rendas e ao Alojamento Local

As alterações à lei do Alojamento Local (AL) e rendas marcaram a agenda do Parlamento em 2018. Mas a verdade é que os projetos de todos os grupos parlamentares e Governo foram sendo sucessivamente adiados. Ainda assim parece haver “fim à vista”: a recente calendarização remete para 21 de dezembro a conclusão dos trabalhos, sendo que o PSD apresenta esta sexta-feira dez projetos-lei.

Notícia sobre:

Moody's alerta para irrealismo no preço das casas em Lisboa e Porto, mas descarta bolha

A Moody's prevê que os preços das casas vão continuar a aumentar em Portugal, considerando que já há subidas fora do normal em algumas das zonas de Lisboa e Porto. Ainda assim, e apesar existirem focos de risco no setor imobiliário em Portugal, a agência de rating rejeita a existência de uma bolha. 

Fulvio Ambrosanio/Unsplash
Notícia sobre:

Porta 65: nova fase de candidaturas de apoio ao arrendamento jovem arranca hoje

Arranca esta quarta-feira (12 de dezembro de 2018) o novo período de candidaturas ao programa de arrendamento jovem Porta 65. O concurso estará aberto a partir das 10h00 do dia de hoje e as 18h00 do próximo dia 7 de janeiro de 2019, segundo as informações divulgadas no Portal da Habitação.

Notícia sobre:

Arrendamento acessível não resolve problemas da habitação em Portugal, diz especialista

Há em Portugal cerca de 120 mil fogos de habitação social, o equivalente a cerca de 2% do parque de habitação permanente. Um cenário bem diferente face ao existente na Dinamarca, onde a proporção do setor de habitação sem fins lucrativos chega aos 21% do total da habitação permanente. Em causa está um estudo que permite concluir, por exemplo, que o arrendamento acessível não resolve todos os problemas habitacionais existentes a nível nacional.

Notícia sobre:

Grandes avenidas de Lisboa fora do limite dos 25% no alojamento local

A Câmara Municipal de Lisboa (CML) suspendeu as autorizações de novos registos de Alojamento Local (AL) em cinco bairros históricos de Lisboa, situados nas chamadas zonas de contenção. Sabe-se agora que a quota limite de 25% - critério para definir estas zonas – poderá não ser aplicada a todas as áreas. De fora, por exemplo, poderão ficar as grandes avenidas da cidade.

Notícia sobre: