Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Escritórios

Sede da PwC instala-se no POP: novo escritório no Porto tem mais de 2.700 m2

O Porto Office Park (POP), em plena Avenida Sidónio Pais, foi o local escolhido pela PwC para instalar a sua nova sede de escritórios. O espaço que irá acolher a consultora internacional tem, de resto, mais de 2.700 metros quadrados (m2), distribuídos por dois andares. Nesta operação de relocalização, a Cushman & Wakefield (C&W) atuou em nome do proprietário do imóvel, o Grupo Violas Ferreira.

Notícia sobre:
Nuno Garcia, diretor-geral da GesConsult / GesConsult

Futuro dos escritórios? Vem aí um "modelo híbrido", de teletrabalho e funcionamento "normal"

Pandemia e teletrabalho são palavras que andam de “mãos dadas” nos últimos tempos. E a culpa é da Covid-19, que levou a que muitas empresas ficassem com os respetivos escritórios desocupados – e os funcionários a trabalhar a partir de casa. Agora, num cenário pós-pandemia, no chamado “novo normal”, o que se pode esperar do futuro do segmento de escritórios? O que vai mudar? Em entrevista ao idealista/news, Nuno Garcia, diretor-geral da GesConsult, diz que “o teletrabalho generalizado mudou o paradigma da presença das pessoas nos escritórios”, uma tendência “que veio para ficar”.

Notícia sobre:

Escritórios de Lisboa em tempos de pandemia: ocupação vai continuar a recuar até final do ano

O mercado de escritórios de Lisboa marcou o maior volume acumulado de take-up no 1º trimestre de 2020 (cerca de 43.934 m2), desde que há registo, segundo revela um estudo da consultora Worx. Apesar disso, após ter sido decretado o estado de emergência, e com a pandemia a impor restrições e a criar incerteza, as decisões prolongaram-se, registando um decréscimo no número de negócios (-41% face ao período homólogo de 2019) e fechando o volume de absorção semestral com uma variação homóloga negativa de 23% quando comparado ao 1º semestre de 2019.

Notícia sobre:

Guia para trabalhar em segurança e evitar contágios

Com o desconfinamento gradual em marcha, a realidade das idas ao escritório voltou a fazer parte do dia a dia de muitas pessoas, mesmo que de forma controlada e rotativa. E agora que a segurança e prevenção estão na ordem do dia, importa saber quais são, afinal, as principais fontes de infeção de Covid-19 nestes espaços. São designadas de “superfícies de alto contacto” e merecem cuidados redobrados no que toca à limpeza.

Notícia sobre:

Os novos escritórios da PHC Software no Porto têm mesa de ping-pong e até um banco de jardim

 A PHC Software acabou de inaugurar o seu novo espaço de escritórios na cidade do Porto. Segundo a empresa, este é “mais um passo para a redefinição da experiência no escritório, pensada para potencializar o bem-estar, a felicidade e a produtividade no local de trabalho”, e que tem como base o conceito de “best experience at work”. Com 900 metros quadrados (m2), o espaço tem lugar para cerca de 90 colaboradores.

Notícia sobre:

Mercado de escritórios do Grande Porto reage à pandemia: ocupação dispara 38% no 1º semestre

O mercado de escritórios do Grande Porto registou um aumento de 38% no volume de ocupação no primeiro semestre de 2020 face ao período homólogo. Apesar de se registarem menos transações (quebra de 4%), o valor médio contratado por operação aumentou, o que se traduziu num incremento do valor total de área contratada, fixando-se nos 28.381 metros quadrados (m2), mais 7.881 m2 que no mesmo período de 2019. Em causa estão dados que constam no OnOffice, relatório publicado pela Predibisa, responsável por 51% (14.403 m2) da área colocada nos primeiros seis meses do ano.

Notícia sobre:

Artistas do Porto podem candidatar-se a seis ateliers com rendas acessíveis a partir de 20 de julho

O projeto Ateliers Municipais, aprovado por unanimidade na última reunião de executivo da Câmara Municipal do Porto (CMP), vai abrir candidaturas dia 20 de julho de 2020, sendo que estarão em concurso seis espaços com renda acessível – a partir de 50 euros – e contratos de três anos na zona da Lada, junto ao túnel da Ribeira, no centro histórico do Porto. Espaços estes que podem ser arrendados por artistas da cidade.

Notícia sobre:
Annie Spratt on Unsplash

Teletrabalho ganha força, mas espaços físicos das sedes das empresas continuarão a ser fundamentais

A Covid-19 virou o mundo do avesso. Apareceu “do nada”, sem avisar, e teve (e está a ter) impacto em todos os setores de atividade, nomeadamente no setor imobiliário. O segmento de escritórios não escapou aos danos colaterais da pandemia, nomeadamente devido ao fenómeno do teletrabalho, que ganhou força nos últimos tempos. Um tendência que “é incontornável”, diz ao idealista/news Frederico Mondril, Associate Director de Propety Management na consultora CBRE, acrescentando, no entanto, que os “espaços físicos das sedes das empresas não vão perder o seu papel fundamental para o negócio das mesmas”.

Notícia sobre: