Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Economia

Lay-off e outros apoios para empresas e trabalhadores - guia para superar o confinamento

O Governo reforçou o valor das ajudas às empresas e trabalhadores, em virtude do novo confinamento – e espera que cheguem mais depressa ao “bolso” de quem precisa. Decidiu conceder o acesso ao lay-off simplificado de forma automática às empresas que são obrigadas a encerrar, mas também às lojas que apenas possam fazer vendas à porta. Reabriu ainda a linha de crédito com garantia pública de 400 milhões e fortaleceu o Apoiar.pt, o programa de subsídios a fundo perdido. O idealista/news preparou um guia explicativo com todos os apoios disponíveis para resistir e enfrentar a crise.

Notícia sobre:

Supermercados sem restrições de horário: não há motivo para “corridas” às compras

As mercearias, supermercados e hipermercados vão manter-se abertos durante o novo confinamento e não terão restrição de horário. Não há, por isso, "nenhum motivo" para corridas a estes estabelecimentos, garante o primeiro-ministro, António Costa. Ainda assim, os espaços terão uma lotação máxima limitada a cinco pessoas por cada 100 metros quadrados em simultâneo.

Notícia sobre:

Visitas a lares são permitidas no novo confinamento? Sim

As visitas a lares de idosos e as atividades nos centros de dia vão ser permitidas no novo período de confinamento geral. O decreto do Governo que regulamenta o estado de emergência, autoriza “a visita a utentes de estruturas residenciais para idosos e para pessoas com deficiência, unidades de cuidados continuados integrados da Rede Nacional de Cuidados Integrados e outras respostas dedicadas a pessoas idosas, bem como para atividades realizadas nos centros de dia”.

Notícia sobre:

Remessas dos emigrantes caem com a pandemia – subiam desde 2009

As remessas dos emigrantes têm vindo a subir ano após ano – é assim desde 2009 –, mas devem cair em 2020, na sequência da pandemia da Covid-19. Nos primeiros dez meses do ano passado, ou seja, entre janeiro e outubro, os emigrantes enviaram menos 55 milhões de euros para Portugal face ao período homólogo.

Notícia sobre:

Fazer compras em ano de pandemia: o que ficou mais caro e mais barato em 2020

Fazer compras em 2020, ano marcado pelo aparecimento da pandemia da Covid-19, saiu caro aos portugueses, já que foram muitos os produtos e serviços que encareceram, como por exemplo a fruta, que aumentou 12%. Outros houve que baixaram de preço, como é o caso do valor cobrado pela estadia num hotel ou numa unidade de Alojamento Local (AL).

Notícia sobre:

Confinamento à vista: Governo vai ajudar todas as famílias a pagar a fatura da luz

Com o novo confinamento geral à vista, o Governo vai ajudar todas as famílias – independentemente do seu rendimento – a pagar a fatura da luz em cerca de 10%, uma medida que se aplica a todo o mês de janeiro e que estará em vigor enquanto durar o confinamento geral. No caso dos portugueses que têm acesso à tarifa social, a redução no valor da fatura da luz será ainda mais significativa, podendo chegar aos 40%.

Notícia sobre: