Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Crédito à habitação

Prestação da casa sobe em julho para contratos com Euribor a 3 e 6 meses

A prestação paga pelos clientes ao banco pelo crédito à habitação vai subir em julho nos contratos com Euribor a três e seis meses, face às últimas revisões, segundo simulação da Deco/Dinheiro&Direitos. As taxas Euribor são o principal indexante em Portugal nos contratos bancários que financiam a compra de casa. A Euribor a seis meses é a mais usada, seguida da taxa a três meses.

Notícia sobre:

Crédito à habitação já está a sentir os efeitos da Covid-19

Depois de um arranque de ano em força, com o melhor primeiro trimestre desde a crise financeira de 2008, a concessão de novo crédito à habitação está agora a enfraquecer, dando sinais de contágio da Covid-19. Os empréstimos para a compra de casa registaram em abril o valor mais baixo em oito meses, com os bancos a financiarem menos 121 milhões de euros, face ao mês anterior.

Notícia sobre:

TAEG no empréstimo da casa em Portugal acima da Zona Euro por causa de “outros encargos”

A taxa anual de encargos efetiva global (TAEG) para os novos empréstimos para a compra de casa em Portugal era, no final de 2019, mais elevada do que no conjunto da Zona Euro, segundo dados divulgados pelo Banco de Portugal (BdP) no Boletim Económico de maio. “Apesar da trajetória descendente observada nos últimos anos”, Portugal continua a ter, segundo o regulador, o nível mais elevado “dos outros encargos que não juros”, um dos fatores que poderá justificar esta tendência.

Notícia sobre:

UCI Portugal securitiza crédito hipotecário residencial no valor de 385 milhões

A UCI -  joint-venture participada em 50% pelo Grupo BNP Paribas e Banco Santander -colocou o seu primeiro fundo de securitização em Portugal com um montante de 385 milhões de euros sob a designação RMBS Green Belém 1. Com esta operação a Unión de Créditos Inmobiliarios EFC volta a abrir o mercado de Residential Mortgage Backed Securities (RMBS), nesta ocasião através da sucursal portuguesa. 

Notícia sobre:

Taxas de juro no crédito à habitação praticamente inalteradas após sete meses de descidas

A taxa de juro implícita no crédito à habitação manteve-se praticamente inalterada em março, ao fim de sete meses consecutivos em queda, segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). No terceiro mês do ano, o juro implícito continuou abaixo de 1%, ficando nos 0,998%.

Notícia sobre: