Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Crédito à habitação

Empréstimos da casa em Portugal são quase 50% mais caros do que na zona euro

Os portugueses nunca pagaram tão pouco pelo crédito à habitação. No entanto, o custo dos novos empréstimos para a compra de casa em Portugal é atualmente muito mais elevado (47%) do que na zona euro. Em sentido contrário ao verificado na média dos restantes países da moeda única, a taxa de anual de encargos efetiva global (TAEG) tem vindo a subir a nível nacional: fixou-se em agosto nos 2,7%, contra 1,84% de média europeia.

Notícia sobre:

A "arma" para evitar perder a casa em caso de incumprimento do crédito à habitação

Retoma do contrato de crédito. Mas o que significa isto? É um termo utilizado pelos bancos e que interessa saber a todos os consumidores com empréstimos à habitação, para entender como evitar a perda da casa em caso de incumprimento. Afinal, a vida pode complicar-se e mais vale estar preparado e bem informado sobre como atuar. Hoje traduzimos por miúdos as condições em que se pode recorrer a esta figura legal.

Notícia sobre:

Pagar a casa ao banco nunca foi tão barato: é o maior corte na prestação desde 2016

As famílias portuguesas que pediram dinheiro emprestado ao banco para comprar casa, com taxas de juro variáveis, continuam a beneficiar de um balão de oxigénio chamado “Euribor negativas”. Em outubro, a prestação volta a descer. Será o maior corte dos últimos três anos.

Notícia sobre:

Avaliação bancária de casas sobe há 29 meses e chega aos 1.288 euros por m2 (um novo máximo)

A avaliação que os bancos fazem às casas no âmbito da concessão de crédito à habitação está a subir há 29 meses consecutivos, ou seja, desde março de 2017. Em agosto atingiu os 1.288 euros por metro quadrado (m2), o valor mais elevado de sempre.

Notícia sobre:

Reembolso antecipado do empréstimo da casa - quando se pode fazer e quais as consequências?

Ao longo do período de maturidade de um crédito à habitação pode acontecer que o consumidor tenha capacidade financeira para, antes do final do período definido para o pagamento do empréstimo, fazer uma amortização antecipada, seja da totalidade ou parte do valor em dívida. A isto chama-se reembolso.

Notícia sobre:

Santander entra na corrida dos baixos spreads, mas oferta de 1% apenas para alguns clientes

A guerra de spreads no crédito à habitação continua ao rubro. De uma forma ou outra, os bancos vão baixando as margens cobradas nos empréstimos para a compra de casa. Agora foi a vez do Santander Totta anunciar que vai ter um spread mínimo de 1%, igualando a oferta à do espanhol Bankinter - que tem a proposta mais barata do mercado. Mas neste caso o spread mais baixo não é para todos.

Notícia sobre: