Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Quando as peças de Lego dão nova vida a edifícios espalhados pelo mundo

Há instalações em todos os lugares possíveis
Nova Iorque, EUA / Dispatchwork
Autor: Redação

Tijolo a tijolo, para tornar o mundo mais colorido. O artista Jan Vormann levou a sua paixão pelas peças Lego além-fronteiras. Ao longo de quase uma década viajou por todo o mundo à procura de espaços para preencher. A metáfora é bonita, mas também real: dedicou-se a dar nova vida a paredes aleatórias e “buracos” vazios em edifícios destruídos ou relegados ao abandono.

O Dispatchwork – assim se chama o projeto – começou em 2007 pelas mãos do artista, que durante mais de 10 anos se dedicou sozinho a “dar nova vida ao velho”. A ideia era aparentemente simples: utilizar as peças de plástico icónicas e “instalá-las” na rua. O projeto agigantou-se e de há alguns anos para cá que vive de uma rede mundial de participantes entusiastas inspirados pelo trabalho do artista sob o lema “Fix de World in colors”.

Qualquer pessoa pode dar o seu contributo. Bastará para isso ir ao site Dispatchwork e carregar a foto com a respetiva identificação do local da “obra de reparação” e autor.

Em Portugal ainda não há contributos / Dispatchwork
Em Portugal ainda não há contributos / Dispatchwork