Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Santos populares: sardinha continua a 1,50 euros, mas há menos pessoas nos arraiais da capital

Autor: Redação

Junho é o mês dos Santos Populares. Em Lisboa, onde se celebra o Santo António no dia 13, a animação já saiu à rua. A sardinha, a estrela da festa, continua a 1,50 euros – o mesmo preço do ano passado – mas os comerciantes queixam-se de haver menos pessoas nos arraiais da capital

Hoje, dia 12 de junho de 2018, será dia das marchas populares dos bairros lisboetas desfilarem pela Avenida da Liberdade. Em Alfama, na freguesia de Santa Maria Maior, a festa já se vive há uns dias, mas parece que a adesão aos arraiais está fraca. “A sardinha é a página da frente do arraial”, disse à Lusa Raquel Chaves, responsável pelo Retiro Tia Alice, em pleno bairro de Alfama.

A comerciante explicou que o preço da sardinha “subiu um pouco”, em relação ao ano anterior, mas que se decidiu manter a 1,50 euros a unidade, no pão, porque a “adesão por parte dos turistas está fraca”. “Nota-se bastante, tanto nas mesas como na rua", lamentou a comerciante.

No "Retiro da Recoqueira", na mesma zona, Ana Palma traçou o mesmo cenário. Adiantou que o negócio este ano "tem corrido bem", mas que "não se têm visto tantas pessoas como nos outros anos".

Cecília Lopes, responsável pelo "Retiro Tia Beatriz", assegurou que a sardinha está também a 1,50 euros, um preço que considera ser "acessível". A responsável asseverou que o mais pedido continua a ser a sardinha, mas também admitiu uma quebra no volume de vendas em relação ao mesmo período do ano passado.