Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

25 hectares de pura natureza e história à venda por 1.250.000 euros no Alentejo

Autor: carla celestino (colaborador do idealista news)

Perto de Elvas encontra-se a Quinta das Longas com séculos de História e muitas histórias para contar. São 25 hectares, 22 dos quais área rural e três urbana, que estão à venda por 1.250.000 euros. Em declarações ao idealista/news, Ana Ricardo, sócia da MYSH Real Estate (Make Yourself Home Imobiliária), mediadora que se encontra a promover este projeto, afirma que esta é “uma oportunidade única de negócio, quer para quem queira fazer desta propriedade a sua residência, quer para quem queira fazer exploração turística ou até mesmo para um Chef de cozinha”.

Oportunidade de negócio singular

Se vivêssemos em Badajoz, Espanha, em menos de meia hora estaríamos na quinta em causa, mas como o local de partida é Lisboa o idealista/news tem pela frente uma viagem de menos de duas horas até este espaço ancestral localizado na zona de São Vicente e Ventosa, perto de Elvas, no concelho de Portalegre.

A “guia turística” é Ana Ricardo, antiga bancária que juntamente com o seu filho fundou a MYSH Real Estate e que se encontra a comercializar a propriedade “por um preço muito apetecível”, diz, deixando a promessa de irmos encontrar um local único na planície alentejana.

Pelo caminho vai dizendo que esta propriedade encontra-se à venda por 1.250.000. Apresenta-se com um “preço muito competitivo” sobretudo quando se sabe que esta mediadora tem outras duas quintas em venda na zona de Sintra com preços que variam entre os 3.300.000 (área do terreno com 6.314 m2) e os 4.080.000 (área bruta de 1.400 m2).

Na sua opinião este “é o local ideal para se fazer um projeto hoteleiro, sobretudo agroturístico”. Ainda que precise de algumas obras, tem espaço suficiente para dormidas e eventos, nomeadamente festas e casamentos. E também por estes motivos acha que “é o local de sonho para um Chef abrir o seu espaço de cozinha de autor com a sua horta de produtos frescos e de época”. E acredita que, aqui, “há sempre a garantia de retorno neste investimento”.

Património edificado e natural único

A quinta em causa surge como um espaço onde a tranquilidade domina a paisagem de perder de vista entre Elvas, Badajoz e Campo Maior e que se estende por mais de 25 hectares, dos quais 22 são área rural e três são zona urbana. Mas este é também um espaço onde se sente o legado da História.

Logo à entrada, por entre um terreno arado, chegamos a um espaço onde se encontram vestígios de um edifício residencial de uma villa baixo-imperial que ali existiu outrora, provavelmente de entre os séculos III e IV, e dos quais ainda são visíveis partes das paredes empedradas e os pavimentos em mosaico. Refira-se que estes achados em nada impedem a comercialização desta propriedade, pelo contrário são apenas um rasgo da riqueza que esta herdade encerra.

A casa principal datada do século XVIII distribui-se pelo piso térreo, um piso intermédio e um terceiro piso. Os tetos abobados em algumas salas demonstram que edifício terá sido, em duas épocas diferentes, um convento. A cozinha tem áreas muito amplas e um espaço de apoio, há diversas salas, uma delas com o teto pintado, suites com lareira e a particularidade de possuir múltiplos espaços de banho. Há ainda uma capela privada.

Na zona edificada existe ainda, além da casa principal, diversos anexos de apoio, como a Casa do Moinho, a Casa dos Petiscos ou a Casa do Caseiro. Há ainda Casões, o edifício dos Fornos de Lenha e a Adega.

Esta quinta possui sete nascentes de água naturais, três delas no perímetro urbano da quinta, acompanha a ribeira de Chaves, um charco e um grande espelho de água. Fora de muros encontra-se um grande olival pertencente a esta propriedade e entre muros há vinhas, marmeleiros, laranjeiras, limoeiros, romãzeiras, diospireiros, amendoeiras… Não faltam manadas de vacas, varas de porcos e galinhadas. Tudo agricultura biológica.

Fica a 10 minutos de Elvas que possui o maior conjunto de fortificações abaluartadas do mundo e que juntamente com as muralhas e o centro histórico fazem desta cidade Património Mundial da Humanidade pela UNESCO. Encontra-se inserida na Rota dos Sabores e próxima da barragem do Caia que proporciona passeios de barco e a prática de canoagem e pesca.

As oportunidades de negócio existentes na propriedade são, pois, várias, numa localização privilegiada e com um património edificado e natural único.