Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Este fantástico centro cultural em Sidney é uma autêntica obra de arte

Foi projetado por dois estúdios de arquitetos: Durbach Block Jaggers e John Wardle Architects. Tem quase 1.200 m2.

Exterior
Fachada do edifício / John Wardle Architects
Autor: Vicent Selva (colaborador do idealista news)

Os espaços culturais são locais muito importantes em todos os tipos de núcleos populacionais. De pequenas a grandes cidades em todo o mundo, todas necessitam de espaços em que a arte e a cultura se encontram. Muitos deles, além disso, e cada vez mais generalizados, são importantes não só em termos de conteúdo: acolhem e levam ao público a cultura nas suas mais diversas expressões, mas muitos destes centros já são eles próprios autênticas obras de arte.

O Phoenix Central Park é um bom exemplo. Trata-se de uma galeria de arte e espaço de atuações em Sidney, projetado por dois estúdios: o Durbach Block Jaggers e o John Wardle Architects. Este projeto multifacetado tem quase 1.200 metros quadrados (m2) e foi iniciado por um mecenas privado, mais concretamente a bilionária australiana Judith Neilson, surgindo como lugar para unir as artes visuais e performáticas. O espaço de atuação e a galeria estão ligados por um jardim central.

Neste projeto colaborativo, cada uma das empresas contribuiu com as suas ideias: John Wardle Architects projetou a galeria e Durbach Block Jaggers projetou o espaço de atuação. Os edifícios e jardins estão ligados em vários níveis, acima e abaixo do solo, permitindo uma intensa combinação de performance, natureza e arte. Os dois estúdios também colaboraram para criar a fachada ondulada e irregular.