Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

E as estações de metro mais espetaculares da Europa são... (fotos)

A estação de metro das Olaias, em Lisboa, está entre as eleitas.
Autor: Redação

São estações de metro que se revelaram autênticas obras de arte, quer pela sua decoração, quer pela sua arquitetura ou design. Bilbau, Londres, Paris e até Lisboa têm algumas das estações mais espetaculares da Europa que agora constam de uma lista feita pela cadeia de televisão norte-americana CNN.

E as estações de metro mais bonitas da Europa são:

Estação Toledo, Nápoles (Itália): Inaugurada em 2012 e construída pelo arquiteto espanhol Óscar Tusquets Blanca, a estação faz parte de um programa que pretende levar a arte a estes espaços. Toledo foi projetada para ser uma imensa cratera, situada a 38 metros debaixo da terra.

Westfriedhof, Munique (Alemanha): As suas enormes lâmpadas projetam luzes azuladas, amarelas e vermelhas que dão uma singularidade especial a esta estação alemã. Foi inaugurada em 1998.

Komsomlskaya (Koltsevaya line), Moscovo (Rússia): Construída em 1952 para solucionar os problemas de tráfego e os autocarros cheios de Moscovo, os seus imponentes mosaicos fazem alusão a um discurso pronunciado por Estaline durante a II Guerra Mundial.

Olaias, Lisboa: Esta estação foi construída para a Exposição Universal de Lisboa em 1998. As várias cores transformam-na numa peça única de arte moderna.

Westminster Station, Londres (Reino Unido): De aspeto futurista, traz modernidade ao metro mais antigo do mundo.

T-Centralen, Estocolmo (Suécia): Em forma de gruta e pintada com cores chamativas, é uma das estações mais originais da Europa.

Bockenheimer Warte, Frankfurt (Alemanha): Idealizada pelo arquiteto Zbigniew Peter Pininski, deve ser das poucas estações do mundo cuja entrada é um vagão descarrilado.

“Fosteritos” de Bilbau (Espanha): Criadas por Norman Foster em 1998, as bocas do metro de Bilbau, ganharam o nome “fosteritos”, devido ao nome do seu criador. Além do seu design original, também têm a particularidade de trazer luz natural ao interior da estação.

Palais Royal – Museu do Louvre, Paris (França): Terminada no ano 2000, para comemorar o centenário do metro na capital francesa, a sua famosa entrada, conhecida como “"Kiosque des noctambules" (quiosque dos sonâmbulos), é um verdadeiro ícone da arte moderna.

Admiralteyskaya, São Petersburgo (Rússia): Paradigma do classicismo e da modernidade, esta estação, reaberta em 2011, destaca-se pelo seu teto em arco e pela sua harmonia arquitetónica.