Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Crédito à habitação: Barclays também reduz spreads

Autor: Redação

A redução dos spreads no crédito à habitação está mesmo a virar uma tendência no mercado português. Agora é a vez do Barclays, que está de saída do país, anunciar que vai baixar o custo do seu financiamento à compra de casa, para um mínimo de 2,65%, seguindo a iniciativa da maioria dos seus concorrentes a operar em Portugal.

Desde janeiro, restam dois bancos, entre os 13 maiores a atuar em Portugal, que não mexeram nos spreads relativos ao crédito à habitação. Só em junho, mais quatro entidades baixaram os spreads: três fizeram-no pela primeira vez, o Montepio, o Banif e o Deutsche Bank, e uma, o Santander Totta, voltou a descer o seu custo mínimo, de 2,99% para 2,49%.

O Barclays reduziu os spreads no Crédito Habitação, apresentando um spread mínimo de 2,65%. "A nova oferta para particulares posiciona o Barclays como um dos bancos com a oferta mais competitiva em Portugal no crédito habitação", declara a instituição financeira em comunicado.

Esta oferta é válida tanto para actuais clientes como para novos que queiram adquirir a sua habitação com o financiamento do Barclays.
 
A revisão de preços no crédito habitação pretende reafirmar que “o Barclays continua ao seu lado nos principais momentos da sua vida, seja na compra de casa ou na concretização de outras ambições”, refere Vitor Pereira, o Chief Marketing Officer do Barclays em Portugal, no mesmo comunicado.
 

Etiquetas
Bancos