Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Pôr fim ao tempo e às “horas contadas”... do sonho à realidade nesta ilha da Noruega

Entre 18 de maio e 26 de julho não anoitece em Sommarøy e há uma campanha para acabar com o conceito de dia e noite na ilha.

Foto: Sommarøy Arctic Hotel Tromsø/CC BY 2.0 via Flickr
Foto: Sommarøy Arctic Hotel Tromsø/CC BY 2.0 via Flickr
Autor: Redação

Uma ideia invulgar? Sim e não. A Sommarøy, na Noruega, é uma ilha bastante peculiar: durante 69 dias do ano, no verão, o sol não se põe. Quem lá vive defende que não deveriam existir os horários tradicionais, uma vez que o tempo não se “conta” da mesma forma que no resto do mundo. Na prática, entre 18 de maio e 26 de julho não anoitece nunca, dificultando a diferença instituída entre o dia e a noite.

Este mesmo fenómeno esteve na base de uma campanha lançada contra o conceito habitual de tempo, liderada por Kjell Ove Hveding. O porta-voz, conta a publicação Must, explicou à emissora norueguesa NRK que o objetivo é "proporcionar a flexibilidade absoluta, 24 horas por dia", para que os habitantes possam viver livremente, sem limitações.