Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Quanto se gasta afinal para remodelar a cozinha?

É a divisão preferida para fazer obras.

Houzz
Houzz
Autor: Redação

O estudo “Houzz y el Hogar 2019” revela que, atualmente, o gasto médio com a remodelação de uma cozinha se situa nos 8.000 euros, frente aos 5.000 de há um par de anos. Mas afinal, o que é que as pessoas gostam (tanto) de mudar nesta divisão da casa?

Renovar a bancada: a grande prioridade

Na remodelação da cozinha, uma das coisas mais importantes é a renovação da bancada. Além disso, trocar os armários e colocar um novo lava-louça também está entre as prioridades de muitos indivíduos. No geral, e no que diz respeito à bancada, a maioria reconhece a preferência por materiais sintéticos - como quartzo compacto - , porque são mais resistentes e fáceis de manter.

Armários novos e gavetas extraíveis

A ideia de maximizar o espaço é outro tema fundamental. Na cozinha, as prioridades incluem a instalação de mais armários para existir mais espaço de armazenamento. E para tirar o máximo proveito da cozinha, muitos reconhecem que o que mais gostam são as gavetas extraíveis. Além disso, os organizadores de panelas e frigideiras, temperos e bandejas de talheres são outros favoritos.

Abrir a cozinha para o resto da casa

Abrir a cozinha e expandi-la continua a ser uma prioridade a hora de reabilitar. Entre os millennials, por exemplo, 25% reconhecem que sua remodelação tem como principal objetivo a expansão da cozinha. Mais de 40% dos indivíduos que fizeram reformas no ano passado decidiram que era hora de abrir a cozinha para a sala, de acordo com o estudo sobre tendências na cozinha da Houzz Espanha.