Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Como aproveitar (da melhor forma) os espaços exteriores da casa

Um pequeno espaço exterior pode ser transformado com poucos metros quadrados de deck e relva, numa zona agradável para passar as tardes mais quentes do ano.

Projetos da MELOM Greatflower (Lisboa)
Projetos da MELOM Greatflower (Lisboa)
Autor: Redação

Após vários confinamentos e longos momentos de maior isolamento social, as pessoas decidiram adaptar as suas casas ao “novo normal”, tirando maior partido dos espaços. Cada raio de sol quer ser agora mais aproveitado que nunca e as zonas exteriores, como terraços, jardins ou piscinas são cada vez mais valorizados.

A verdade é que com a quarentena tivemos mais tempo e oportunidades para refletir sobre as rotinas diárias, e em como podíamos adaptar a casa às novas necessidades. Num artigo preparado para o idealista/news, a MELOM*, empresa especializada e líder em remodelação de imóveis, deixa algumas dicas de como transformar um jardim, como escolher as melhores plantas e até alguns truques que garantem maior privacidade a estas áreas.

Como transformar um pequeno jardim numa zona relaxante

Espaços pequenos não estão isentos de grandes possibilidades. Um pequeno espaço exterior pode ser transformado com poucos metros quadrados de deck e relva, numa zona agradável para passar as tardes mais quentes do ano.

Projeto da MELOM Greatflower (Lisboa)
Projeto da MELOM Greatflower (Lisboa)

Espaços pequenos também têm potencial para projetos de piscinas. Neste espaço de transição, que não tinha uso, criou-se um tanque onde dar um mergulho com vistas ao mar e ao castelo de Sesimbra.

Projeto da MELOM Greatflower (Lisboa)
Projeto da MELOM Greatflower (Lisboa)

Outro exemplo que surpreende pelo resultado final nasce neste pequeno pátio, que foi transformado numa piscina resguardada e nos remete para o estilo grego. Neste espaço, que anteriormente tinha um uso limitado, foi multiplicado o valor do imóvel com um investimento reduzido. Sem dúvida ganhou-se em qualidade de vida de quem quis arriscar nesta intervenção exclusiva.

Projeto da MELOM Greatflower (Lisboa)
Projeto da MELOM Greatflower (Lisboa)

Plantas e flores naturais ou plantas e flores artificiais: quais escolher?

A relva artificial pode ser sempre uma aliada para pouparmos tempo e custos na manutenção e muitas vezes mantém a estética da relva natural.

A mistura da relva artificial com o deck em madeira e com pavimentos cerâmicos dão um espaço agradável sem qualquer tipo de custos ou manutenção. Na decoração de jardins, o conjunto verde-madeira e branco são sempre uma escolha segura para uma boa harmonia.

Projeto da MELOM Greatflower (Lisboa)
Projeto da MELOM Greatflower (Lisboa)

Outras soluções que podem acompanhar esta tipologia de jardim são as plantas aromáticas como a Lavandula, o Rosmarinus e a Santolina, que esteticamente enchem o jardim de cor e aroma. Todas estas plantas têm grandes benefícios práticos e terapêuticos, mas a sua manutenção é muito fácil.

Outras alternativas para projetos de jardins que procurem vantagens em manutenção e poupança de água são as plantas suculentas, que precisam de pouca água e adaptam-se a vários ambientes. Para quem gosta de diferentes cores de verdes e de jardins com estilos mais tropicais, é uma opção que não vai desiludir.

Projeto da MELOM Greatflower (Lisboa)
Projeto da MELOM Greatflower (Lisboa)

Soluções que garantem privacidade nos espaços

Jardins verticais são sempre uma solução para separar espaços. Criam privacidade, mas são menos agressivos para o meio ambiente que outro tipo de divisórias artificiais, amenizando a radiação solar e ajudando a descontaminar o ar.

No seguinte projeto, o jardim foi misturado com revestimento cerâmico, o que contribuiu para um aspeto mais sólido mas ainda assim natural.

Projeto da MELOM Greatflower (Lisboa)
Projeto da MELOM Greatflower (Lisboa)

Ripas em madeira são uma boa escolha para combinar com plantas, peneirar a luz e criar luz indireta.

*Este artigo contou com o apoio técnico da MELOM Greatflower (Lisboa)