Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Guia para escolher materiais para renovar a decoração da casa

Dos revestimentos às cores, passando pela iluminação. Eis algumas dicas que podem dar uma ajuda.

Querido Mudei a Casa – Obras Querida Ana Amaro (Torres Vedras)
Querido Mudei a Casa – Obras Querida Ana Amaro (Torres Vedras)
Autor: Redação

Renovar a decoração da casa pode não ser tarefa fácil. Na maioria das vezes faltam ideias sobre quando e por onde começar, mas também quais os melhores materiais a usar - dada a quantidade de oferta que existe no mercado. Neste artigo preparado pela Querido Mudei a Casa – Obras para o idealista/news, deixamos-te algumas dicas sobre revestimentos para zonas interiores e exteriores, cores a privilegiar nos vários espaços da casa, mas também alguns truques de iluminação.

Melhores soluções de revestimentos

As soluções de revestimento existentes atualmente no mercado são muitas e de muitos tipos, concretamente madeiras, pedras, cerâmicos, PVC's, aglomerados, massas e papéis decorativos. Há os de pavimento, de paredes, de teto ou de zonas de destaque. De interiores ou exteriores e para zonas húmidas ou secas. 

O aspeto visual é normalmente o fator principal da escolha do revestimento, mas a forma mais correta é ter por base as condições do local e qual o propósito de utilização da área a intervir, pois daí advém o sucesso temporal da solução escolhida. Depois de aplicado, o revestimento só deve ser substituído num curto espaço de tempo por opção do cliente e não por degradação deste.

Um aspeto muito importante é a textura e a forma de acabamento a dar a cada material, uma vez que é rara a aplicação, de qualquer material, que não seja sujeito a afinações de corte e um corte imperfeito coloca em causa qualquer trabalho. Também o custo do material não é relevante se não for garantida uma boa aplicação. Um bom aplicador consegue fazer autênticos “milagres” e, pelo contrário, materiais muito ricos mal aplicados fazem de alguns trabalhos autênticos desastres visuais. É importante, por isso, garantir acima de tudo a contratação de bons profissionais e uma boa qualidade do trabalho a executar com ferramentas de trabalho adequadas.

A madeira, além de ser um dos materiais mais antigos da nossa história, é das maiores tendências da nossa atualidade e por variadíssimas razões o seu aspeto tem sido explorado de inúmeras formas e por todos os materiais existentes no mercado.

Madeira: Revestimentos de Cobertura/ Escadas/ Pavimentos/ Decks

Querido Mudei a Casa – Obras Querida Ana Amaro (Torres Vedras)
Querido Mudei a Casa – Obras Querida Ana Amaro (Torres Vedras)

Cerâmico: adaptáveis tanto a exteriores como a interiores ou zonas mais húmidas, podendo ou não ter uma componente antiderrapante conforme necessidade.

Querido Mudei a Casa – Obras Querida Ana Amaro (Torres Vedras)
Querido Mudei a Casa – Obras Querida Ana Amaro (Torres Vedras)
Querido Mudei a Casa – Obras Querida Ana Amaro (Torres Vedras)
Querido Mudei a Casa – Obras Querida Ana Amaro (Torres Vedras)

Aglomerados: adequados a interiores mais secos

Querido Mudei a Casa – Obras Querida Ana Amaro (Torres Vedras)
Querido Mudei a Casa – Obras Querida Ana Amaro (Torres Vedras)

PVC's: adequados a interios de pisos térreos ou cozinhas e Wc's

Querido Mudei a Casa – Obras Querida Ana Amaro (Torres Vedras)
Querido Mudei a Casa – Obras Querida Ana Amaro (Torres Vedras)

Iluminação da casa: fatores a ter em conta

A iluminação é um dos pontos essenciais numa casa porque dela advém não só o aspeto utilitário como o de conforto habitacional.  Pode ser natural e ser garantida através de vãos de janelas ou portas vidradas de diversas dimensões, ou artificial, através de diversos equipamentos de iluminação existentes à nossa disposição no mercado.

Como escolher iluminação para a casa / Photo by Joel Henry on Unsplash
Como escolher iluminação para a casa / Photo by Joel Henry on Unsplash

É importante conjugar a intensidade com a temperatura/cor e a difusão da luz consoante áreas de trabalho, lazer ou descanso:

  • Quanto mais intensidade, mais luz. Um dos aspetos importantes é a definição dos utilizadores a que se destina, pois um idoso necessita de muito mais intensidade de luz do que uma criança, para ver exatamente a mesma definição.
  • A temperatura são as diversas cores que podemos dar a cada ambiente e que traduzem as diversas alterações da cor do próprio sol ao longo não só do dia como do ano. Quando se trata de uma luz artificial, esta não consegue reproduzir esta variação e por isso a cor é escolhida conforme o gosto e as necessidades de cada um e a função mais abrangente da área a que se destina.
  • No que diz respeito à difusão da luz esta pode ser direta, quando se trata de um local de trabalho ou com necessidade de maior luz ou indireta para criar ambientes mais descontraídos ou com necessidade de menos luz.

Hoje em dia com a tecnologia LED conseguimos ter bons fluxos de luz com consumos baixos e com impactos ambientais muito mais reduzidos, pelo que o tipo de tecnologia a escolher, depois de definidas as necessidades, é o maior aspeto a ter em conta.

Quais as cores a privilegiar nos vários espaços da casa

Não existem as cores certas para cada espaço, eles são o conjunto harmonioso de um complexo número de decisões tomadas para cada ambiente projetado, que implica acabamentos de construção, decoração, gostos pessoais e tendências do momento.

Ideias para pintar os espaços da casa
Photo by Roselyn Tirado on Unsplash

Na escolha das cores de uma casa o ponto de partida deve ser a luz. Cores claras nos tetos e nas paredes refletem melhor a luminosidade, pelo que se escolher tons fortes garanta uma boa conjugação com a iluminação envolvente.

Ideias para criar uma parede de molduras

Na criação de uma parede de molduras é importante a definição de um tema condutor, como se de uma história se tratasse, uma vez que a montagem aleatória de fotos pode desconectar o interesse de quem vê. Retratar um tema aguça a curiosidade e faz de fio condutor a quem lê.

As molduras escolhidas devem ser simples e do mesmo estilo por forma a manter a harmonia do conjunto e não limitando a montagem à data temporal inicial. Um conjunto de oito pode passar a 10 em plena articulação hoje-amanhã. Podemos, contudo, escolher alguma caraterística especial que caraterize as cenas e diferencie o espaço, como a cor de fundo do conjunto ou a cor das próprias molduras. Para aqueles que têm mais dificuldade nesta tarefa já existem no mercado soluções pré-concebidas para o efeito e com dinâmicas muito interessantes.

 *Este artigo contou com o apoio técnico do Querido Mudei a Casa – Obras
Querida Ana Amaro (Torres Vedras)