Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Spreads baixos

Últimas notícias sobre "Spreads baixos" publicadas em idealista.pt/news

Guerra dos spreads ao rubro: caem mais de 5% num mês

A guerra dos spreads baixos no crédito à habitação continua. Há quase oito anos que a margem exigida nos empréstimos para a compra de casa não era tão baixa. No último mês, três bancos anunciaram novas descidas: CGD, Crédito Agrícola e EuroBic. No arranque deste ano a taxa média de juro já desceu mais de 5% .

Notícia sobre:

Crédito à habitação: Comissões de processamento sobem em 2015

Os bancos estão mais disponíveis para emprestar dinheiro para a compra de casa e estão a baixar os spreads nos contratos, o que faz com que a prestação a pagar todos os meses esteja a cair nos últimos tempos. Mas, por outro lado, a comissão de processamento está a aumentar, tendo crescido em média 6,22% no ano passado.

Notícia sobre:

Crédito à habitação: "Spreads vão ter de baixar ainda mais", defende o presidente da APEMIP

O presidente da APEMIP considera que os spreads no crédito à habitação estão já em níveis "perfeitamente aceitáveis", para alguns clientes. Mas Luís Lima está convencido de que, ainda assim, os bancos terão de continuar com a estratégia de redução das margens cobradas nos novos empréstimos para não perderem clientes.

Notícia sobre:

Crédito à habitação: Crédito Agrícola admite aplicar spread zero

O presidente executivo do grupo Crédito Agrícola (CA), Licínio Pina, admitiu que perante a queda da Euribor para valores negativos existe a possibilidade dos seus clientes de crédito à habitação poderem vir a pagar zero de spread.

Notícia sobre:

BES baixa spreads a clientes antigos que querem trocar de casa

O BES lançou uma solução para as famílias que querem trocar de casa, mas que não o fazem devido aos custos elevados que teriam de suportar nos novos créditos. Na prática, os clientes com créditos mais antigos – anteriores a 2010 – que procuram uma casa nova perdem os spreads que tinham, próximos dos 0%, mas garantem spreads inferiores aos praticados no mercado atualmente, a rondar os 2%.

Notícia sobre:
  •  
  •