Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Férias dos portugueses: baratas e com poucos dias

Wikimedia commons
Wikimedia commons
Autor: Redação

Com as temperaturas a subir e a entrar em plena época estival, os portugueses este ano vão ter férias curtas e, sobretudo, dentro de Portugal. O Algarve, em particular Albufeira, é o destino de eleição, seguido de Monte Gordo e Portimão, sobretudo em agosto. Lá fora, a escolha recai, na maioria das vezes, sobre Benidorm, Palma de Maiorca, Islantilla, Salou e Isla Canela, em Espanha. Portugal é também a primeira opção de férias para ingleses, irlandeses e espanhóis. 

Estas são algumas das principais conclusões do estudo da Trivago sobre as tendências de viagem para a época estival de 2016, citado pelo Diário Económico.

Albufeira é, com larga margem, o destino mais pesquisado pelos portugueses para os meses de junho, julho e agosto, e aqui querem gastar em média 152 euros.

Para estadias mínimas de sete noites, e considerando os 20 destinos mais procurados, a maioria dos portugueses começam a fazer as suas reservas das férias no final de março e início de abril.

No estrangeiro, segundo escreve o jornla, as preferências dos portugueses recaem sobretudo em Espanha. Benidorm, Palma de Maiorca, Islantilla, Salou e Isla Canela estão no top 5 das pesquisas lá fora. Nestes destinos, os portugueses pretendem gastar em média 129 euros, 168 euros, 146 euros, 134 euros e 156 euros, respetivamente.

Por sua vez, britânicos, irlandeses, espanhóis, alemães e franceses são aqueles que mais têm pesquisado por destinos lusos para os meses de junho, julho e agosto, indica o diário. Albufeira está no topo das preferências, seguido de Vilamoura, Lisboa, Lagos e Funchal.

Na duração da estadia média, e tendo em conta que foram analisadas estadias de no mínimo sete dias, o estudo da Trivago conclui que Portugal é dos países com as férias de verão mais curtas (com um duração de apenas oito dias). Já britânicos, italianos, espanhóis e gregos optam, em média, por nove dias, enquanto as férias dos alemães e franceses duram em média 10 dias.