Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Austeridade de 30 mil milhões insuficiente para cumprir meta do défice

Autor: Redação

Portugal conseguiu baixar o défice público, depois de 30.000 milhões de euros de austeridade, mas ficou aquém das metas definidas no início do programa da troika, escreve o Público. E a dívida pública cresceu muito mais que o previsto.

Os sucessivos pacotes de austeridade, ao longo dos últimos três anos e 12.000 milhões de euros de esforço adicional, acabaram por resultar numa redução do défice público de 9,1% do PIB em 2010 para 4,9% em 2013. Mas a redução é mais pequena, de 8,7% para 5,3% se não forem consideradas as medidas extraordinárias e não repetíveis. Em qualquer dos casos, a meta inicial de chegar a 2013 já com um défice de 3% e a 2014 com 2,3% ficou longe de ser atingido, explica o mesmo jornal.

Na dívida pública, o objectivo era não deixar que se ultrapassasse um pico de 115,3% do PIB em 2013, mas a verdade é que se chegou no final de 2013 aos 128,8%.

 “As nossas metas orçamentais são ambiciosas, mas realistas”, afirmava o relatório inicial do programa de assistência financeira para Portugal publicado pelo Fundo Monetário Internacional a 17 de Maio de 2011, sendo indicado que os planos orçamentais eran simples de cumprir.