Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Montepio vende carteira imobiliária de 105 milhões ao grupo Arrow - dono da Whitestar

mohamed Hassan/Pixabay
mohamed Hassan/Pixabay
Autor: Redação

Em paralelo com a venda da carteira de malparado de 321 milhões de euros, o Montepio acordou a alienação de um portefólio de imóveis no valor de 105 milhões de euros. Ambas as transações foram fechadas em julho passado com duas empresas criadas na hora em Portugal, do grupo Arrow - que é também dono da Whitestar - e enquadram-se na estratégia do banco para limpar o balanço dos ativos não produtivos como os non performing loans (NPL) ou ativos imobiliários para cumprir os requisitos dos reguladores.

Em concreto, o Montepio alienou à empresa Façanha Cristalina um conjunto de ativos imobiliários no valor global bruto de 105 milhões, revela o relatório e contas da instituição publicado esta semana, citado pelo ECO, sendo que esta é uma sociedade de direito português criada através do serviço “Empresa na Hora” e tem como administrador único João Bugalho, que é o CEO da Whitestar.

Esta carteira designada de “Brick”, segundo detalha o jornal, ainda não está fechada, dado que se encontra “em curso o processo associado de marcação das escrituras”.

O negócio aconteceu um dia antes de ter sido concluída a venda, pelo Montepio, de uma carteira de 13 mil contratos de crédito malparado com o valor bruto de 321 milhões de euros a outra empresa do grupo Arrow. Nesse caso estava em causa a venda do portefólio “Atlas II", que foi comprado pela Panorama Jubilante - outra empresa criada na hora do grupo Arrow.

O Banco Montepio anunciou lucros de 3,6 milhões de euros na primeira metade do ano. Uma vez que as duas vendas ocorreram após o fecho do semestre, o eventual impacto das operações não foram incluídas nas contas semestrais, remata o ECO.