Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Câmara de Faro aliena lotes para construção de habitação a custos controlados

O concurso para atribuição dos 90 fogos será lançado durante o processo de construção das habitações.

Fickr
Fickr
Autor: Lusa

A Câmara de Faro vai lançar uma hasta pública para alienar dois lotes de terreno com um valor base de cerca de 1,2 milhões de euros com vista à construção de habitação a custos controlados. Em comunicado, a autarquia adianta que os lotes em causa, localizados na Lejana de Baixo, junto a um dos principais acessos à cidade, se destinam à construção de 90 fogos que devem ser, na sua maioria, de tipologia T2 e 66 lugares de estacionamento em cave.

O lote 6, com uma área de 1.067 metros quadrados e um valor base de licitação de 616 mil euros, está localizado no gaveto da Estrada da Senhora da Saúde com a Rua Capitães de Abril e destina-se a 46 fogos e 36 lugares de estacionamento.

Já o lote 7, com uma área de 888 metros quadrados e um valor base de 569 mil euros, está localizado no gaveto da Rua Capitães de Abril com a Praceta Capitães de Abril em Faro e destina-se a 44 fogos e 30 lugares de estacionamento em cave.

A proposta de lançamento da hasta pública foi aprovada por unanimidade da vereação na última reunião de Câmara, seguindo agora para deliberação na Assembleia Municipal, refere a autarquia.

“O procedimento respeita à seleção de um interessado (empresas de construção ou agrupamento de empresas) que se proponha adquirir” ambos os lotes, lê-se na nota.

O concurso para atribuição dos fogos será lançado durante o processo de construção das habitações.

O procedimento estará disponível para consulta no departamento de Infraestruturas e Urbanismo do município de Faro, no Largo de S. Francisco, n.º 39, entre as 09:00 e as 17:00, todos os dias úteis, desde a data da publicação do edital até às 17:00 do dia imediatamente anterior ao do ato público do concurso.

Os interessados poderão ainda obter informações através dos contactos 289870880 ou diu@cm-faro.pt e através do sítio de Internet.

Em março, a Câmara de Faro anunciou a construção de 205 fogos de habitação a custos controlados para realojar famílias carenciadas no âmbito de um acordo de colaboração com o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU).

Ao abrigo daquele protocolo será possível realojar na freguesia do Montenegro 49 famílias de pescadores da Praia de Faro em situação de vulnerabilidade, estando ainda previstos mais de 150 fogos destinados a outras famílias a viver em condições precárias.

O programa de construção dos fogos vai ser implementado nos próximos quatro anos, num investimento global estimado em cerca de 28 milhões de euros, com uma comparticipação não reembolsável do IHRU de cerca de 12 milhões.

O restante financiamento será realizado através da contração de um empréstimo bancário bonificado, de 15,2 milhões de euros, e de verbas próprias do município de cerca de 800 mil euros.