Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

eDreams investe em novos centros tecnológicos no Porto e Milão

Gigante europeu de viagens está a contratar 100 engenheiros e programadores para o par de hubs que pretende abrir neste trimestre.

Photo by Marcelo Cid on Unsplash
Photo by Marcelo Cid on Unsplash
Autor: Redação

Presente em 46 mercados e cotada na bolsa de Madrid, a eDreams ODIGEO tornou público que vai inaugurar dois novos hubs tecnológicos fora de Espanha ainda no primeiro trimestre de 2020. Em causa está um centro tecnológico no Porto e outro em Milão (Itália), prevendo contratar um total de 100 novos trabalhadores, incluindo programadores de iOS e Android e de engenheiros "front" e "back-end".

No caso do Porto, o novo hub vai ficar instalado na Lionesa, em Matosinhos, um centro empresarial que revitalizou uma antiga fábrica de sedas e que acolhe atualmente a equipa de engenharia da Farfetch, o apoio a motoristas da Uber, a inovação da dinamarquesa Vestas ou os serviços partilhados da chinesa Cofco, segundo conta o Negócios.

Estes investimentos, cujo valor não foi revelado, visam "ajudar a enriquecer a equipa de talentos da empresa e o reconhecimento de marca a nível global, posicionando-a como o terceiro maior agente de venda de voos”, explica a empresa em comunicado, citado pela imprensa portuguesa e espanhola esta terça-feira.

E Dana Philip Dunne, que ocupa o cargo de CEO desde janeiro de 2015, reforça dizendo que "a inauguração dos nossos novos centros tecnológicos no Porto e em Milão é um claro exemplo da nossa capacidade para sermos ágeis. Temos um histórico comprovado de identificação de epicentros promissores para a tecnologia, encontrando e retendo os melhores talentos nestes locais".

A centena de novos trabalhadores a serem contratados vai trabalhar nas 261 plataformas do grupo, em colaboração com a equipa tecnológica de Madrid e a de produto em Barcelona, onde está a sede da multinacional.

Quem é este gigante das viagens?

Atualmente, a eDreams ODIGEO opera através quatro marcas de agências de viagens (eDreams, GO Voyages, Opodo e Travellink) e o motor de pesquisa Liligo, que disponibiliza ofertas de voos regulares, companhias ‘low-cost’ (baixo custo), hotéis, cruzeiros, ‘rent-a-car’, pacotes dinâmicos, pacotes de férias e seguros para facilitar as viagens. 

A empresa foi fundada em 2000 pelo presidente honorário Javier Perez-Tenessa, que iniciou a sua carreira com a conceção de satélites para a EADS. Esteve na McKinsey e também em Sillicon Valley, na Netscape e AOL, antes de embarcar na aventura eDreams, tal como é contado na sua web.
 
Em julho de 2010, a sociedade europeia de private equity Permira tornou-se no acionista maioritário da empresa. Um ano mais tarde, em julho de 2011, a eDreams fundiu-se com a GO Voyages e adquiriu a Opodo e a Travellink. A aquisição da Liligo foi concretizada em 2013 e a empresa passou a ser a eDreams, atualmente gerida por Dana Dunne, o atual CEO da eDreams.