Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Investimento estrangeiro

Últimas notícias sobre "Investimento estrangeiro" publicadas em idealista.pt/news

Património imobiliário de Amancio Ortega (dono da Zara) ultrapassa os 15 mil milhões de euros

O grupo Pontegadea, detido pelo empresário espanhol Amancio Ortega, fundador do grupo Inditex – detém, entre outras marcas, a Zara –, fez investimentos imobiliários em 2019 no valor de 2.065 milhões de euros. A sua carteira imobiliária estava avaliada, no final do ano passado, em mais de 15 mil milhões de euros, sendo que 61% do portefólio global está localizado na Europa.

Notícia sobre:

Abanca compra histórica Quinta da Boavista para reforçar investimento no Douro

Desistiu de comprar a participação da empresária Isabel do Santos no banco Eurobic, há menos de duas semanas, mas a aposta do Abanca em Portugal continua a dar sinais de estar em alta. Em plena crise, gerada pela pandemia da Covid-19, o banco espanhol de capitais venezuelanos fechou a aquisição da Quinta da Boavista, por valor não revelado, através da participada Sogevinus - um dos maiores grupos no setor dos vinhos nacionais, dono das quintas de S. Luiz, Arnozelo e do Bairro, e de marcas como a Cálem, Kopke, Barros e Burmester.

Notícia sobre:

Merlin Propertites: “Acreditamos que a nossa atividade terá muito futuro em Portugal”

A Merlin Properties (MP) aterrou em Portugal em 2015, com a compra do Edifício Caribe, no Parque das Nações, em Lisboa, e desde então foi sempre a somar, tendo inclusive começado a cotar este ano em bolsa – em regime de dual listing e não como Sociedade de Investimento e Gestão Imobiliária (SIGI), estatuto que ainda não adotou em Portugal. Em entrevista ao idealista/news, Ismael Clemente, CEO da SOCIMI espanhola, diz que a aposta em Portugal é para manter, mesmo no pós-Covid-19. Uma garantia, de resto, que já tinha sido dada por João Cristina, diretor da empresa em Portugal.

Notícia sobre:

“A qualidade dos nossos ativos e clientes dá-nos tranquilidade para enfrentar qualquer obstáculo”

A Socimi espanhola Merlin Properties (MP) entrou em força em Portugal, tendo comprado, desde 2015, vários imóveis no país (ver tabela em baixo), sobretudo no segmento de escritórios. A sede da Nestlé, em Linda-a-Velha (Lisboa) – por 12,5 milhões de euros, em 2019 –, foi a última aquisição da empresa, que começou a cotar em Portugal, na Euronext Lisbon, em janeiro de 2020. Veio entretanto a pandemia da Covid-19, tendo a MP decidido congelar parte dos investimentos programados em Espanha. Em Portugal não está, no entanto, a ter grande impacto, segundo garante ao idealista/news João Cristina, diretor da empresa em Portugal.

Notícia sobre:

Hotel Moxy Lisboa Oriente abre portas este ano após investimento de 15 milhões da belga Krest

Chama-se Moxy Lisboa Oriente e é o primeiro hotel da marca Moxy em Portugal, sendo também o primeiro do universo Marriott a ser gerido pelo grupo português Hoti Hoteis. Está localizado no Parque das Nações, junto à Gare do Oriente, em Lisboa, e a abertura está prevista para setembro de 2020. Nasce pela mão da promotora imobiliária belga Krest Real Estate Investments, que tem estado muito ativa em Portugal, tendo investido 15 milhões de euros neste projeto.

Notícia sobre:
Kleya

“Na pandemia nenhum dos clientes ou ‘prospects’ desistiu de viver ou investir em Portugal”

Chama-se Kleya e oferece soluções integradas adaptadas às necessidades abrangentes de reformados, investidores, expatriados, trabalhadores realocados, empresários e estudantes, entre outros, que desejam viver ou investir em Portugal. Alexandra Cesário (AC) e Vasco Rosa da Silva (VRS), os sócio-fundadores, revelam ao idealista/news as origens da empresa e contam como está a fintar a crise iniciada com a pandemia da Covid-19.

Notícia sobre:

Vistos gold: investimento chinês em Portugal cai 32% até maio – e brasileiro também recua

O investimento chinês captado através dos vistos gold – Autorizações de Residência para Atividades de Investimento (ARI), na designação oficial – caiu 32% nos primeiros cinco meses do ano, face ao período homólogo, para 65,5 milhões de euros, de acordo com dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF). Uma queda acentuada que se verificou também por parte dos investidores brasileiros.

Notícia sobre:

Vistos gold disparam na pandemia: investidos 146 milhões em maio, o melhor mês desde março de 2017

O investimento captado através de Autorizações de Residência para Atividades de Investimento (ARI), como são conhecidos os vistos gold, quase triplicou (192%) em maio, face ao mês homólogo de 2019, para 146 milhões de euros. Um grande aumento, nomeadamente em tempos de Covid-19, já que em abril tinha recuado 46% face ao mesmo mês do ano passado, para 28 milhões de euros.

Notícia sobre:

Procura por vistos gold em Portugal dispara com Lei que Pequim quer impor a Hong Kong

Há uma lei que Pequim quer impor a Hong Kong que está a fazer disparar a procura por vistos gold em Portugal, nomeadamente através do investimento em imobiliário, ou seja, a compra de casas que custem pelo menos 500.000 euros. A garantia é dada por uma empresa especializada na obtenção deste tipo de vistos em Portugal, que revela que os pedidos de informação de residentes de Hong Kong disparou após o anúncio da referida lei.

Notícia sobre:

O’LIVING: vão nascer na capital (nos Olivais) 86 apartamentos pela mão da suíça Mexto

Chama-se O’LIVING e é um complexo residencial que estará localizado nos Olivais, em Lisboa, dividido em dois edifícios que terá 86 apartamentos, composto por tipologias de T1 a T3 duplex, com áreas entre 70 e 180 metros quadrados (m2). A suíça Mexto, empresa de investimento imobiliário especializada no segmento de luxo, revelou que já assinou a escritura para aquisição do terreno onde será construído o empreendimento, mais direcionado para a classe média portuguesa. 

Notícia sobre: