Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Projeto de 100 milhões de euros da Round Hill/MEFIC no Porto com a construção parada

Consórcio de investidores previa conclusão do empreendimento em 2020.

Round Hill
Round Hill
Autor: Redação

O projeto Tawny Project, localizado em Paranhos, no Porto, tem a construção parada há vários meses, alegadamente por dificuldades financeiras por parte do consórcio de investidores constituído pelos britânicos da Round Hill e pelos árabes da MEFIC. Apresentado no início de 2018, o projeto imobiliário ocupa um terreno de mais de 78 mil metros quadrados (m2), que permitia uma área de construção de mais de 56 mil m2.

A alegada falta de pagamento da empreitada terá levado a Mota-Engil, segundo avança o Imobiliário da Vida Económica, a parar a construção de um conjunto de edifícios que se encontram em fase de estrutura e ficam localizados à face da Rua do Amial – destinados a uma residência de estudantes com 1050 camas - e de uma segundo edifício para serviços, no interior do quarteirão.

A paragem da obra terá acontecido entre finais de agosto e princípios de setembro, sendo que neste momento, o projeto – que previa um investimento de 100 milhões de euros – somará já um atraso de cerca de um ano.

A Vida Económica escreve que, contactada, a Mota-Engil respondeu que “não comenta este tema”. Enquanto fonte oficial da Round Hill citada pela mesma publicação afirmou que “o desenvolvimento está progredindo bem e as obras de construção continuam nas infra-estruturas necessárias e no supermercado. O bloco de acomodações para estudantes, fase 1, atingiu a sua conclusão estrutural, a que se seguirão os outros trabalhos”.

Sonae avança com construção de supermercado

De acordo com a mesma notícia, nos últimos meses terá sido conhecida a intenção do promotor de vender alguns dos lotes desta urbanização a investidores, um dossier que estará disponível em algumas das consultoras imobiliárias do Porto. Um dos lotes foi vendido à Sonae MC S.A., do grupo Sonae, que vai assegurar diretamente a sua construção.

O Tawny Project “inclui a construção de 1.200 acomodações para estudantes, 200 apartamentos residenciais, um hotel, zonas comerciais, espaços para escritórios, um mercado, um supermercado, estacionamentos e jardim” e deveria estar “operacional em 2020, exatamente 100 anos após a construção da fábrica de curtumes original" - a antiga fábrica de curtumes do Amial -, destacava em comunicado, em março de 2018, a Round Hill.

O projeto, da autoria da Bogle Architects, foi premiado com um Louvor no MIPIM 2018, atribuído pela The Architectural Review: Future Projects Awards 2018, na categoria de Mixed-Use.

Localizado no coração do ‘Porto Innovation District’, o imóvel, que está previsto para dar lugar a uma futura residência universitária e escritórios, foi construído em 1920 para albergar uma fábrica de curtumes e o edifício original fará parte integral da reabilitação do terreno, reconvertido no novo ‘mercado’ (área de lazer e restauração) no centro do empreendimento.