Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Lisboa: Festas populares custam 1,5 milhões e são pagas a 100% por patrocínios

Autor: Redação

Hoje, 13 de junho, é dia de Santo António, o padroeiro da capital portuguesa. E este é o mês das festas da cidade, durante o qual Lisboa celebra com vários eventos de pequena, média e larga escalas, num investimento na ordem de 1,5 milhões de euros. A Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (EGEAC) de Lisboa garante, porém, que todo este dinheiro é assegurado atualmente com financiamento de patrocínios e não pesa no erário público.

“As Festas de Lisboa pagam-se a si mesmo, através do financiamento privado. Não são um encargo para o erário público”, disse o director de programação da Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (EGEAC) de Lisboa, citado pela Lusa, referindo que este ano do valor dos patrocínios ultrapassa os 1,48 milhões, sobrando cerca de 280 mil euros após o financiamento das festas.

Pedro Moreira explicou que este ano existem “cerca de 23 entidades” a apoiar financeiramente as festas da capital e ao longo dos anos, os patrocínios “não só se têm estabilizado, como se têm incrementado ligeiramente”.

Qual o interesse dos privados em patrocinar as festas da cidade?

O interesse das empresas privadas em patrocinar as celebrações deve-se ao facto de ser “um evento de grande escala”, afirmou o responsável, explicando que o valor investido é rentabilizado através da visibilidade no espaço público e da satisfação dos cidadãos em relação à qualidade da programação cultural.

Na perspetiva de Pedro Moreira, as Festas de Lisboa são “um importante impulsionador para a economia local”, com um impacto “significativo” no incremento da taxa hoteleira.

Além do orçamento de 1,2 milhões de euros de orçamento, e segundo escreve a agência de notícias, as festas da cidade recebem anualmente um investimento directo de “cerca de 700 mil euros” da Câmara de Lisboa para a atribuição dos subsídios às colectividades organizadoras das marchas e arraiais populares.