Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Navigator quer arrendar matas em Portugal

Wikimedia commons
Wikimedia commons
Autor: Redação

Com um total de 110 mil hectares de floresta sob gestão em Portugal, em áreas próprias e arrendadas, a Navigator está à procura de novos terrenos para arrendar no território nacional. Por outro lado, a empresa produtora de pasta e papel vai passar a gerir área florestal em Espanha, na Galiza, através do arrendamento de matas aos proprietários, para garantir o abastecimento de madeira, devido às regras nacionais que preveem uma redução gradual do território destinado ao eucalipto.

No relatório e contas de 2018, que será apreciado na assembleia-geral de 9 de abril de 2019, a Navigator salienta que, à semelhança do que já faz no território nacional, que se abastece de madeira proveniente de áreas arrendadas, está "atualmente a alargar estas áreas ao território espanhol".

Em termos de abastecimento de madeira, a segunda fonte de abastecimento - responsável por mais de 50% do total da madeira que chega aos seus complexos industriais da Navigator - é o mercado nacional, mas "por via dos milhares de produtores independentes que asseguram a venda de eucalipto ao grupo".

Segue-se, segundo escreve o Jornal de Negócios, o mercado espanhol com a Galiza e a Andaluzia e, finalmente, o mercado fora da Península Ibérica, especialmente a América Latina.

Em 2017, por causa da legislação que impôs um travão ao eucalipto, o grupo afirmava querer ter mais área em Espanha e menos em Portugal.