Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Estes são os dez piores aeroportos do mundo (fotos)

Autor: Redação

Entre os dez piores aeroportos do mundo, num ranking divulgado pelo site norte-americano de análise financeira Wall ST. Cheat Sheet, estão três norte-americanos, dois europeus, dois asiáticos, dois africanos e um sul-americano. A liderar a lista, que teve em conta na sua análise critérios como pontualidade, informação, filas e espaço físico, está o Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, no Brasil.

Vê, em baixo, os dez piores aeroportos do mundo:

1 – Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, Brasil:

Tem longas filas e os preços da restauração são bastante elevados. O facto de haver constantemente alterações nas gares de embarque também contribui negativamente para esta conotação negativa. De referir que apenas 59% dos voos chegam ao destino no horário previsto. 

2 – Aeroporto Internacional de Midway, em Chicago, EUA: 

Falta de pontualidade é a sua imagem de marca. É o pior do país no que diz respeito a esse fator.

3 – Aeroporto Internacional JFK, em Nova Iorque, EUA:

É considerado o mais feio do mundo, isto apesar de estar localizado numa das cidades mais bonitas do planeta. O espaço é confuso e as pessoas acabam por, muitas vezes, perder-se. 

4 – Aeroporto Hassan Djamous, em N’Djamena, República do Chade:

Peca, sobretudo, nos fatores de segurança e higiene. Está infestado de insetos, devido à concentração de lixo existente.

5 – Aeroporto Paris Beauvais, em Paris, França:

Fecha à noite e não dispõe de conexão rodoviária, o que dificulta a acessibilidade.  

6 – Aeroporto Internacional de Heathrow, em Londres, Inglaterra: 

É o maior aeroporto de Londres, mas é, também, considerado um dos mais feios do mundo. É muito grande, tem cinco terminais, o que faz com que seja bastante confuso. 

7 – Aeroporto de La Guardia, em Nova Iorque, EUA: 

Os acessos por transportes públicos são escassos, sendo que a única ligação existente com a cidade é feita via autocarro. Está sobrelotado e é, ainda, considerado pouco higiénico.

8 – Aeroporto Internacional Ninoy Aquino, em Manila, Filipinas:

Tem muitas greves de funcionários, o que contribui para que aumentam as criticas. Está mal organizado e as infra estruturas são precárias e estão degradadas. 

9 – Aeroporto Internacional Jomo Kenyatta, em Nairobi, Quénia:

Não consegue responder à oferta, já que tem metade da capacidade do seu atual fluxo de passageiros, que ronda cinco milhões de pessoas. É um espaço sujo, quente e tem filas intermináveis.

10 – Aeroporto Internacional de Tribhuvan, em Kathmandu, Nepal:

Pontualidade é inexistente e os horários raramente são cumpridos. Tem condições precárias e é bastante desorganizado.

Artigo visto em
(idealista news)