Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Uma casa moderna e “flexível” que se adapta à passagem dos dias e do tempo

O projeto foi concebido a partir de uma reflexão que questiona o conceito convencional de moradia.

Iluminada, à noite
Exterior da casa / CRUX Arquitectos
Autor: Redação

Requena é uma cidade bonita no interior da Comunidade Valenciana. Foi lá que o estúdio de arquitetura espanhol CRUX Arquitectos projetou uma casa capaz de se adaptar às novas necessidades de uma família. O projeto foi concebido a partir de uma reflexão que questiona o conceito convencional de moradia e leva em conta o facto dos espaços se transformarem ao longo do dia e ao longo do tempo. O fruto material dessa reflexão foi batizado como casa REI, um projeto nascido com a intenção de satisfazer essas necessidades variáveis, criando um interior flexível e interativo.

A casa é composta por três naves, cada uma com as suas próprias funções. Dessa forma, a residência é projetada em torno de espaços adaptáveis ​​que permitem usos diferentes, ou seja, um esquema 'elástico' que pode curvar-se ao longo do tempo.

A nave central é o local onde se desenvolvem as principais funções: comer, conversar, descansar e brincar. As colunas delgadas de metal tubular separam a área central do espaço “ambulatório”, enquanto os corredores laterais têm a forma de “sacristias”. Essa configuração espacial transcende os tipos tradicionais de moradia, pois permite que os moradores transformem e se apropriem do local com usos inesperados.

As três naves podem ser convenientemente compartimentadas com grades, cortinas ou sistemas de separação. Em algum momento podem fundir-se para criar dois ou um só espaço. Esses espaços estendem-se para o exterior, onde se forma um fantástico terraço.

Na sua essência, este projeto explora uma arquitetura que permite mudanças, que tenta não limitar as diferentes dimensões da vida quotidiana, oferecendo ampla liberdade de movimento e que está sempre em constante mudança.