Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

A "casa" dos "Parasitas" - o melhor filme dos Óscares 2020

O diretor do filme Bong Joon Ho, e o designer de produção, Lee Ha Jun, foram os responsáveis pela construção da mansão que está no centro da história.

O interior
A casa da família Park / https://www.imdb.com/
Autor: Redação

A noite de Óscares foi (quase) tudo aquilo que se esperava que fosse – só que não. Uma reviravolta inesperada deixou o “1917” sem a estatueta mais desejada do certame. O filme sul-coreano “Parasitas” surpreendeu tudo e todos, ao levar para casa os Óscares de Melhor Filme, Melhor Realização (pelo trabalho de Bong Joon-ho) e Melhor Argumento Original (Bong Joon Ho e Han Jin Won). É a primeira vez que um filme falado noutra língua que não o inglês arrecada o prémio de Melhor Filme.

Um dos elementos-chave da história é a casa, onde a maior parte da ação acontece. Não queremos fazer 'spoilers' e, portanto, para quem não viu o filme, deixamos apenas alguns detalhes que podem aguçar o apetite. E por que é que esta casa é tão importante? Segundo a AD Mexico, o edifício foi construído especificamente para atender aos requisitos da equipa de produção. Não é assinada por nenhum estúdio ou arquiteto: foram o diretor do filme, Bong Joon Ho, e Lee Ha Jun, designer de produção, os responsáveis pela construção deste cenário espetacular.

A casa foi meticulosamente projetada para criar composições visualmente atraentes e que favorecessem bons ângulos de filmagem. A história procura destacar as diferenças entre uma família de classe alta (os Park) e uma família de classe baixa (os Kim), sendo por isso fundamental focar esses detalhes.

Segundo a publicação, cada espaço da casa teve que responder não apenas às características da história, mas também revelar mais sobre o complexo relacionamento entre as famílias. Uma das diferenças mais evidentes entre as duas casas além do luxo é a iluminação e a disposição do espaço. Enquanto os Kim vivem numa espécie de cave localizada numa zona sem privilégios, onde recebem pouca luz e partilham espaços pequenos, os Park desfrutam de uma casa banhada pela luz do sol com muitas janelas e espaços de lazer – e que se apresenta como uma verdadeira peça de design.