Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Gestora do arrendamento municipal de Lisboa integra federação europeia Housing Europe

Gebalis passa a ter voz numa rede internacional que integra federações nacionais e regionais pertencentes a 23 países europeus.

Photo by Louis Droege on Unsplash
Photo by Louis Droege on Unsplash
Autor: Redação

A empresa municipal Gebalis – Gestão do Arrendamento da Habitação Municipal de Lisboa foi oficialmente admitida na Federação Europeia de Habitação Pública, Cooperativa e Social – Housing Europe, que integra 44 federações nacionais e regionais que reúne cerca de 43.000 providers de habitação pública, social e cooperativas pertencentes a 23 países. Fundado em 1988, no total este organismo representa mais de 26 milhões de habitações – cerca de 11% das habitações públicas existentes na UE.

Esta parceria, segundo a própria empresa, vai permitir que a partir de agora tenha "uma voz mais forte tanto a nível da União Europeia como a nível nacional, mantendo-se atualizada dos desenvolvimentos importantes das políticas europeias nos domínios da Energia, Regulamento Financeiro e Assuntos Urbanos“, tal como refere em comunicado, destacando que passará a ter acesso a “evidências de apoio ao desenvolvimento da intervenção a nível local e nacional, à partilha de metodologias de trabalho já testadas no terreno com resultados positivos, a projetos europeus e, ainda, à participação de eventos internacionais do setor".

A Gebalis é uma empresa municipal de responsabilidade pública, constituída em 1995 para garantir a gestão do parque público habitacional e para assegurar o desenvolvimento local e social dos territórios e comunidades por ele abrangidos. É responsável pela gestão de mais de 23 mil unidades de habitação social localizadas em 66 bairros residenciais, que se distribuem pelas 24 freguesias da cidade, com uma população estimada em cerca de 64 mil pessoas.

Este parque habitacional público em Lisboa constitui 11,4% dos alojamentos familiares de residência habitual e ocupa o terceiro lugar a nível nacional. A estimativa da população lisboeta residente em habitação social assume um peso de 10,7%, o que corresponde também a um terceiro lugar a nível nacional.