Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Ar condicionado: estes 10 erros podem fazer disparar a fatura da luz

Da instalação à limpeza passando pela escolha dos modos, estes são os erros a evitar na utilização do ar condicionado.

Ar condicionado e erros de utilização
Freepik
Autor: Redação

Ter a casa fresca no verão não é tarefa fácil. Muitos encontram no ar condicionado a solução, mas a sua utilização incorreta pode mesmo fazer disparar a fatura da luz. Se utilizares o ar condicionado todos os dias durante um mês de verão, habilitas-te a ter um aumento na tua fatura da eletricidade na ordem dos 30 euros. Mas há erros que podes evitar para que a conta da luz não escale.

São vários os erros que cometemos diariamente sem nos darmos conta, mas, por mais pequenos que pareçam ser, têm realmente impacto no consumo de energia. E foi por isso que a Selectra, empresa especializada na comparação de tarifas de energia e telecomunicações, reuniu os erros mais comuns na utilização do ar condicionado que podem estar a aumentar o preço das faturas de eletricidade.

Escolher temperaturas muito baixas

Quantas vezes não chegaste a casa com imenso calor e a primeira coisa que fizeste foi ligar o ar condicionado na temperatura mínima? Por mais que isso seja uma ideia aliciante, significa também um maior esforço do motor para atingir a temperatura escolhida e, por isso, um maior consumo energético. Nos casos de refrigeração, a temperatura indicada deve situar-se entre os 24ºC e os 26ºC.

Não fazer a limpeza regular dos filtros

Se és daquelas pessoas que está sempre a adiar a limpeza do ar condicionado, sabe que isso pode estar a refletir-se nas tuas faturas. Isto porque, um filtro sujo prejudica a qualidade de ventilação e por sua vez, a eficiência do equipamento.

Falta de manutenção anual do ar condicionado

Quando foi a última vez que chamaste um técnico para inspecionar o estado do teu ar condicionado? Se já não te recordas de nenhuma data, talvez esteja na altura de o fazer. O indicado é optar por fazer uma manutenção preventiva do aparelho, evitando possíveis avarias e averiguar se, de facto, está a funcionar de forma eficiente.

Desvalorizar a importância do termóstato

Refrescar divisões vazias ou ventiladas é um desperdício de energia e é neste sentido que o termóstato pode ser o teu grande aliado, uma vez que atua por compartimentos e pode, assim, controlar a temperatura que queres em cada um deles.

Não utilizar a ventoinha

Mesmo que tenhas adquirido agora um ar condicionado, não te despeças já da ventoinha! O funcionamento simultâneo dos dois equipamentos pode ser bastante eficaz, especialmente em áreas de maior dimensão, uma vez que vai contribuir para atingir a temperatura desejada mais rápido e, assim, diminuir o consumo energético do ar condicionado.

Instalar o ar condicionado em locais de exposição solar direta

No momento de escolher um local para instalar o ar condicionado, a tendência é optar pelos cantos mais escondidos da casa, não pensando nunca se vai ou não estar exposto à luz solar direta. Porém, esta deve ser uma preocupação fundamental, uma vez que se estiver exposto em locais mais quentes, será precisa mais energia para arrefecer o espaço.

Utilizar o forno ou secador em dias de muito calor

Aqui a lógica é a mesma: a utilização destes aparelhos, resulta numa circulação de ar quente, requerendo mais esforço por parte do aparelho para contrabalançar as temperaturas. Pode parecer um gesto inofensivo, mas acredita que pode fazer a diferença na tua fatura no final do mês.

Não prestar atenção às saídas de ar da casa

Para manter a temperatura constante dentro de um espaço é necessário que não exista entrada ou saída de ar. Certifica-te que tens todas as janelas fechadas e se não existem aberturas que estejam a condicionar o bom funcionamento energético do ar condicionado.

Ignorar o modo desumidificação

Embora estejamos na época do verão, há sempre dias em que a humidade se sente com uma certa intensidade. Experimenta ligar primeiro esse modo ao invés do de arrefecimento e comprova qual é realmente a fonte do teu desconforto.

Comprar um modelo com baixa eficiência energética

A compra e instalação de um ar condicionado é um investimento grande e, por isso, podem surgir algumas dúvidas, se a escolha que estas a fazer é a mais acertada. Existem vários fatores que influenciam essa decisão, porém há um que consideramos essencial: optar por um modelo com alta eficiência energética. Pode não ser sempre a opção mais barata, mas a longo prazo vai refletir-se numa maior poupança na tua carteira.