Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Estreita por fora, ampla por dentro: assim é o espetacular interior de luxo desta casa vitoriana

Estreita por fora, ampla por dentro
Fachada da casa / Selencky Parsons
Autor: Redação

Se tivéssemos de destacar uma etapa da história do Reino Unido, sobre a qual se falou, escreveu ou realizou filmes, esta é, sem dúvida, a era vitoriana. Uma época que durou muitas décadas, de 1830 a 1901, e na qual grandes eventos históricos foram vividos, desde a consolidação britânica como potência industrial, até à incrível expansão de seu império.

Todas as artes viveram um tempo de esplendor. Também a arquitetura. E, é claro, ao longo das várias décadas diferentes estilos coexistiram, embora muitos deles tivessem em comum o desejo de recuperar estilos anteriores, mas adaptados à nova era imperial e industrial, como o neoclássico e o neogótico. Fruto deles, hoje podemos desfrutar na capital britânica de edifícios tão icónicos quanto o Palácio de Westminster.

Além dessas grandes estruturas arquitetónicas, à arquitetura vitoriana também devemos a imagem típica das casas de tijolos de família. Um tipo de casa que surgiu nos subúrbios, em resposta ao aumento demográfico significativo que as cidades viviam na época e que se tornou numa das imagens mais comuns das cidades britânicas.

Como naquela altura, hoje existem estúdios de arquitetura que tentam recuperar o sabor vitoriano das casas típicas da época, mas, novamente, adaptando-as às necessidades atuais. Foi o que o estúdio Selencky Parsons fez, neste exemplar que hoje mostramos.

Esta casa é tão estreita, que está localizada no antigo pátio de uma casa vitoriana com apenas 3,5 metros de largura. Ainda assim, as aparências enganam e, por detrás de uma curta fachada, esconde-se uma grande casa. O projeto recebeu o nome de The Coach House e as imagens falam por si.