Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Casa de Michael Jordan em Chicago volta a estar à venda (fotos)

Michael Jordan quer "desfazer-se" da casa porque já não precisa de "tanto espaço".
Autor: Redação

A mansão de Michael Jordan em Chicago (EUA) parece estar amaldiçoada. Há mais de 20 meses que o ex-basquetebolista norte-americano está a tentar vender a habitação, tendo inclusive baixado o preço. Pelo meio, tentou “desfazer-se” do imóvel através de um leilão, mas o preço inicial solicitado, 13 milhões de dólares (9,5 milhões de euros), foi insuficiente para encontrar comprador. Agora, Michael Jordan voltou a colocar o letreiro “vende-se” na casa por 16 milhões de dólares (11,7 milhões de euros), menos 24% que o último valor pedido.

A residência daquele que é considerado de forma unânime o melhor basquetebolista da história tem quase 1.000 m2 e foi construída em 1995. Tem nove quartos, 15 casas de banho, dois ginásios, 15 lugares de estacionamento, uma adega com capacidade para 500 garrafas, sala de cinema, campo de basquetebol, balneários, piscina, court de ténis e vários espaços verdes.

Recentemente, em declarações expressas na leiloeira Concierge Auctions, Jordan explicou que viveu “coisas incríveis nesta casa”. “Foi aqui que nasceram os meus dois filhos e foi aqui que vivi durante a fase em que ganhei seis vezes a NBA”, contou, salientando que a habitação é demasiado grande para si e que não precisa de “tanto espaço”.

Notícias relacionadas

Mansão de Michael Jordan em Chicago vai a leilão por 9,5 milhões

Casa de Michael Jordan em Chicago vai a leilão por 5,8 milhões (fotos)

Casas de famosos: Michael Jordan põe à venda a casa de Chicago por 21,7 milhões (fotos)