Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

“Villa Aspirina”: viver num palácio que já pertenceu a um Nobel da Medicina

A propriedade foi a residência de verão de Santiago Ramón y Cajal, Prémio Nobel da Medicina de 1906.

Autor: Redação

Todas as quintas-feiras apresentamos uma casa de sonho. E desta vez abrimos as portas de uma mansão localizada em Miraflores de la Sierra, que está à venda no idealista por 1,9 milhões de euros. Esta propriedade tem muita história, nomeadamente por ser a residência de verão de Santiago Ramón y Cajal, Prémio Nobel da Medicina de 1906. Mas foi na década de 1920 que o imóvel foi construído, por encomenda de um representante em Espanha da farmacêutica Bayer, daí também ser conhecida como “Villa Aspirina”.

O lote tem 1.040 m2, enquanto a casa de quase 690 m2 está rodeada por um logradouro e jardins requintados. O rés do chão é constituído por hall, com chão em mármore e ladrilhos hidráulicos feitos à mão e paredes revestidas a azulejos e carpintarias da época, junto ao escritório e duas salas de jantar, bem como dois quartos com as respetivas casas de banho.

No rés do chão encontra-se ainda uma ampla sala com lareira, enquanto o segundo andar tem seis quartos, uma sala de bilhar e quatro terraços. O piso da semi-cave distribui-se por três quartos, cozinha, sala de engomar, despensa e lavandaria. Tem como anexo uma garagem com capacidade para seis carros.

Na reforma do edifício realizada na década de 90, muitos dos elementos originais do espaço foram mantidos. Nos últimos anos, o palácio já havia sido colocado várias vezes à venda - em 2017 esteve no mercado por 4,5 milhões.