Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Os erros que tens (mesmo) de evitar na hora de decorar a tua casa

Home Staging Factory
Home Staging Factory
Autor: Redação

Mobilar e decorar uma casa parece fácil. Mas isso não é bem assim. Existem muitos erros comuns cometidos até por alguns profissionais. Na rubrica de hoje do idealista/news sobre Home Staging, assegurada pela Home Staging Factory, damos-te um guia de tudo o que tens de evitar para teres a decoração perfeita. Afinal, ensinar a aproveitar e valorizar ao máximo o potencial de cada espaço e tornar as casas mais atrativas é o nosso objetivo.

Mobilar e decorar uma casa parece fácil. É só dar uma vista de olhos na casa, tirar-lhe as medidas e ir às compras  inspirando-se nas coleções apresentadas nas lojas mais giras!

Na verdade, quando passeamos num showroom, numa loja de decoração ou num espaço já mobilado parece que tudo se alinha, tudo faz sentido e que não é difícil fazer o mesmo lá em casa. Pois pode parecer, mas decorar não é tarefa fácil e há mesmo muitos erros comuns cometidos até por alguns profissionais.

Se não acreditas faz um exercício. Pega num papel e numa caneta, desenha uma sala quadrada, a porta de entrada numa parede e janelas em outras duas. Agora coloca o sofá, o móvel TV, uma mesa de apoio, a mesa de jantar, seis cadeiras. Às vezes um pequeno exercício transforma-se num quebra-cabeças nomeadamente quando começas a pôr tudo à escala.

Na verdade, a decoração é como um puzzle com a diferença que não temos sequer as peças do puzzle escolhidas. Depois, há uma diversidade tal de opções que só mesmo um profissional treinado consegue de forma relativamente rápida e económica criar ambientes funcionais, coerentes, esteticamente apelativos, acolhedores, confortáveis e cativantes.

Se gostas de um bom desafio, mãos à obra! Mas cuidado com os erros mais comuns. 

Falta de planeamento

O erro mais comum é mesmo começar pelo fim como se costuma dizer! O ir às compras e começar a comprar tudo o que se gosta sem primeiro verificar o que cabe, o que faz sentido e as necessidades e caraterísticas do espaço. Para que a decoração tenha um bom resultado, não basta olhar para o espaço e dispor peças bonitas em casa. É preciso planear, pensar, projetar. Estudar a quantidade, dimensões e funcionalidade do mobiliário, definir as cores e o estilo e fazer um moodboard exemplificativo é fundamental para o sucesso do resultado final!

Home Staging Factory
Home Staging Factory
Home Staging Factory
Home Staging Factory

Não tirar medidas

Outro dos erros muito comuns é comprar mobiliário sem ter em conta a realidade do espaço. Normalmente as lojas são muito maiores do que as nossas casas e a maioria das pessoas fica com a sensação que o sofá que está exposto é mesmo à medida da sala.

Mas na maioria dos casos ou não cabe ou vai ocupar o todo o espaço disponível. Por outro lado, sem tirar corretamente as medidas corres o risco de comprar peças que não encaixam. Ou seja, o armário é demasiado grande e a cómoda também. Independentemente do tamanho do espaço se as dimensões das peças forem apropriadas o espaço fica acolhedor, coerente e visualmente agradável. Caso contrário vais ficar com um espaço pequeno, atarracado, sobrecarregado e sem espaço para viveres.

Home Staging Factory
Home Staging Factory
Home Staging Factory
Home Staging Factory

Comprar pela aparência

Antes de escolher uma peça tens de pensar no objetivo e funcionalidade do espaço. Se tens por exemplo um espaço muito pequeno talvez seja importante pensar como vais resolver o problema da arrumação. Uma boa solução é comprar, por exemplo, camas com arrumação, um sofá cama ou uma arca a fazer de mesa de apoio. Lembra-te ainda que para além do estilo o mobiliário tem de ser ergonómico, confortável e funcional. Antes de te pores às compras, mede bem o espaço, experimenta o sofá, senta-te à mesa e procura imaginar como vais viver o dia-a-dia.

Má escolha da paleta de cores

A paleta das cores é fundamental e pode estragar qualquer decoração! É importante ter uma base neutra e trabalhar as cores nos acessórios. É preferível utilizar vários tons semelhantes (exemplos: tons terra) do que pintalgar a casa com cores fortes que saltam à vista e enchem o espaço. Abusar de cores fortes não traz nem equilíbrio nem serenidade e cria ambientes cansativos.

Home Staging Factory
Home Staging Factory
Home Staging Factory
Home Staging Factory

Pim Pam Pum

Ter tudo a condizer é outro erro a evitar. Um dos maiores erros é comprar um conjunto completo de cama, cómoda e mesas de cabeceira ou um conjunto de jantar completo! Aquilo que à primeira vista parece uma solução ideal é o desastre completo para o ambiente da tua casa.  Vai parecer que trouxeste o show-room da loja. A mistura e a combinação de vários estilos dão personalidade ao ambiente. 

Home Staging Factory
Home Staging Factory
Home Staging Factory
Home Staging Factory

Menos é mais

Minimiza! Não enchas a casa de tralha, nem de acessórios decorativos, quadros, molduras, etc.. É preferível ter menos e tudo bem organizado que um monte de tralha. Destaca peças bonitas e arruma tudo o resto em gavetas e armários. 

Organiza os acessórios em grupos em vez de espalhar os acessórios pelas prateleiras que cria a sensação de exposição de coisas desconexas.

Investe em organizadores, armários, estantes e espaços de armazenamento para que tudo fique arrumado. O excesso de peças cria um ambiente confuso e pesado.

Imagina que a tua casa e uma galeria de arte e dá destaque aquilo que é realmente importante e bonito. Vais ver que até a tua energia muda!

Home Staging Factory
Home Staging Factory
Home Staging Factory
Home Staging Factory

Má iluminação

Uma boa iluminação é fundamental para tornar aumentar a sensação de espaço, torná-lo mais acolhedor, destacar recantos e tornar o espaço convidativo e funcional. Não te esqueças que as cores com que pintas a tua casa também podem dar uma ajuda na iluminação do espaço. Planeia a iluminação de cada espaço de forma a criar um ambiente aconchegante e harmonioso. As salas e os quartos devem ter iluminação indireta e quente. Escolhe luzes amarelas e não brancas. 

A luz branca só faz sentido em locais que requerem bastante luz como a cozinha e as casas de banho. E mesmo assim aposta em alguma luz indireta nestes espaços.

O tipo de iluminação escolhido tem impacto direto e imediato nas sensações que o espaço gera. Por isso, tenta utilizar as diversas opções de iluminação para tirar maior proveito do espaço.

Home Staging Factory
Home Staging Factory
Home Staging Factory
Home Staging Factory

Segue o teu estilo e não vás em modas

Define um ambiente que se adapte ao teu estilo de vida e gosto e onde te sintas bem; e não caias no erro de escolher um ambiente só porque na revista fica muito bonito.

De seguida, faz um painel de inspirações com as imagens do mobiliário e peças decorativas e vê se fica coerente e se te agrada. Lembra-te que podes misturar algumas peças, mas não tentes ter uma casa clássica e vanguardista! Não resulta. Tens de optar ou corres o risco de não ficar com um espaço onde te sintas bem. 

Seguir a moda do momento é um erro muito comum. Mesmo que gostes de mudar frequentemente não caias no erro de sair e comprar a nova coleção toda, pois daqui uns meses vai estar desatualizada. Opta por comprar peças bonitas e intemporais e ir alterando os acessórios. Segue o teu estilo e não vás em modas.