Notícias sobre o mercado imobiliário e economia
Influenciadoras empreiteiras - <p>Fechadas em casa, resolveram aproveitar o tempo e meter mãos à obra. São influenciadoras e agora também empreiteiras. Apaixonadas pela decoração e bem estar, o confinamento serviu-lhes de mote para dar uma nova vida ao lar. Partilham os resultados nas redes sociais e criam tendências. O idealista/news foi conversar com algumas destas “mulheres dos 7 ofícios”.</p>

Rita Ferro Alvim: "Fazer bricolage dá-me uma enorme sensação de prazer e relaxamento (ainda que possa ser cansativo)"

No especial sobre "o confinamento de todas as remodelações" contamos as experiências das influenciadoras empreiteiras.

www.instagram.com/ritaferroalvim
www.instagram.com/ritaferroalvim
Autor: Catarina Beato (colaborador do idealista news)

Foi jornalista durante uma grande parte da vida, mas depois descobriu que gostava de fazer mil coisas para além disso. Rita Ferro Alvim: é casada, é mãe (com três filhos), continua a ser jornalista em entrevistas de vida no seu podcast semanal N’A Caravana ou na sua revista Tribo, é produtora de conteúdos, é fotógrafa com um olhar especial para famílias e pessoas e é uma influenciadora empreiteira muito dedicada.

A viver numa aldeia perto do Guincho, assume que não queria viver em mais lado nenhum. Sente-se uma pessoa do campo e foge da cidade (apesar de adorar cantar, enquanto tem que conduzir até lá). Aliás, é essa a sua inspiração. Gosto de plantas, de flores e de coisas bonitas e simples no geral. O idealista/news foi ouvir o que tem a dizer sobre como aproveitar o confinamento para reformar ou remodelar o lar. 

www.instagram.com/ritaferroalvim
www.instagram.com/ritaferroalvim

Que divisão escolheste remodelar?

Na verdade, estou a ir um bocadinho a todas as divisões da minha casa. Comecei pelo quarto das minha filhas, passei para o meu filho agora a cozinha, depois quero casas de banho, e o resto são pequenas melhorias que quero fazer, ou ideias que fui guardando ao longo dos tempos. Também estou a pintar as portas todas da casa, que são de madeira muito escura e eu não adoro. É impressionante ver a diferença que faz uma casa depois de uma mudança tão subtil.

Porque é que o confinamento é tão estimulante?

Passámos a viver 24 horas por dia na nossa casa, o tempo é muito e, às vezes, não o passamos a fazer nada de concreto. Não criámos nada.

Fazer bricolage, pintar, estarmos só com os nossos pensamentos, acaba por me trazer uma enorme sensação de prazer e de relaxamento ( ainda que possa ser cansativo).

www.instagram.com/ritaferroalvim
www.instagram.com/ritaferroalvim

Isto não era para ser feito no confinamento, mas fui apanhada de surpresa por ele. Tento fazer DIY (sigla inglesa de 'do it yourself') quando os meus filhos não estão, exatamente porque quero estar completamente entregue à tarefa.

Com eles acabo por me dispersar um pouco e, claro, não ter tanto tempo para me entregar à tarefa. Mas achei que não podia adiar mais e então comecei a pôr uma mãozinha em cada divisão atrasada. A cozinha era a senhora que se seguia.

Como é o processo de idealizar uma divisão?

Eu não tenho exatamente um plano. Sou fanática de decoração e tenho mil pastas no Pinterest com ideias que gosto. O meu sonho é ter uma casa de campo e então vou aguardando muitas inspirações até que esse dia chegue. Sou muito rústica e nem olho muito para outros estilos.

www.instagram.com/ritaferroalvim
www.instagram.com/ritaferroalvim

Depois também adoro ver vídeos no YouTube de DIY. Este projeto da cozinha esteve mais tempo a marinar, porque eu queria ter a certeza que não fazia asneira, porque não percebo nada deste tipo de coisas. É o mais além que fui alguma vez na minha vida.

Por isso, o processo de decisão depois de saber como se faz é sempre rápido. Conheço muito bem o gosto e o meu estilo e, depois de segura, avanço.

Objetivo principal desta remodelação?

Tapar os azulejos que não adoro e trazer um bocadinho do ar de campo para a minha cozinha.

Comprar ou reutilizar?

Acho que um mix. Sou muito fã de comprar em segunda mão, porque há achados incríveis. Mas depois ver o que de novo se anda a criar.

www.instagram.com/ritaferroalvim
www.instagram.com/ritaferroalvim

Objeto preferido?

A minha ilha na cozinha. Foi um presente para toda a família.

Ali todos podemos cozinhar, conversar e acabamos por criar bons momentos à volta daquele espaço. Espero com isto construir boas memórias, mesmo que confinados e a vivermos um dos piores momentos da humanidade. No fundo é um refúgio.

Tons neutros ou cores fortes?

Sou completamente pelos tons neutros, mas gosto de em pequenos pormenores poder usar uma cor diferente mais forte ou fora dos 'nude' para lhe trazer alguma personalidade e identidade.

Sozinha ou com a família?

Sozinha. Sou muito “familiar”, mas neste caso muito solitária. É mesmo um momento para mim e quando eles ajudam só vejo tudo sujo, cimento por todo o lado, etc...

Aproveito mesmo esta altura para um momento de descanso e meditação .

www.instagram.com/ritaferroalvim
www.instagram.com/ritaferroalvim

Inspiração?

Acho que o Alentejo.

Madeira, cal, branco e memórias

Dicas/conselhos a quem decide começar uma remodelação?

Se for uma remodelação simples e sem riscos devemos fazer o que nos apetece.

Mas se for algo mais estrutural e que em caso de erro é difícil voltar atrás, acho que é importante ouvirmos muitas opiniões. Tentarmos perceber o quanto é exequível a nossa ideia. Se for então avançar sem medos.

É importante partirmos para a remodelação com uma ideia firme do que queremos, mesmo que depois sofra algumas alterações.

Ver muito Pinterest para inspiração e YouTube para execução. O bom dos nossos tempos é que já há ótimos conselhos de profissionais e 'step-by-steps on-line' de graça.

www.instagram.com/ritaferroalvim
www.instagram.com/ritaferroalvim
www.instagram.com/ritaferroalvim
www.instagram.com/ritaferroalvim