Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Viver numa casa com luxos de hotel: Mandarin Oriental tem 54 apartamentos à venda

Cadeia hoteleira reforça segmento residencial ficando responsável pela gestão diária destes apartamentos em Beverly Hills (EUA).

Mandarin Oriental tem 54 apartamentos à venda
DBOX
Autor: Redação

As grandes cadeias hoteleiras de luxo, como a Mandarin Oriental, Montage ou Ritz-Carlton estão a diversificar o seu portfólio, ao investir na gestão de apartamentos residenciais premium. O Mandarin Oriental, por exemplo, está a ultimar um novo projeto em Beverly Hills, previsto para meados de 2022. Terá 54 apartamentos com detalhes dos seus melhores hotéis. Os apartamentos de um quarto custam desde 3,6 milhões de dólares, cerca de 3 milhões de euros ao câmbio atual, até 40 milhões para penthouses, cerca de 34 milhões de euros.

A empresa hoteleira Mandarin Oriental, sediada em Hong Kong, apresenta assim o seu primeiro projeto residencial em Los Angeles (EUA) com foco no cliente de ‘premium’. O Mandarin Oriental Residences terá 54 apartamentos de luxo, onde seus hóspedes serão os proprietários, mas viverão com todos os luxos de um hotel cinco estrelas.

DBOX
DBOX

O projeto deverá ficar concluído em meados de 2022 no 9200 Wilshire em Beverly Hills. O prédio terá sete andares com 30.000 m2. Os preços variam de um apartamento de 112 m2 com um quarto e duas casas de banho por 3,6 milhões de dólares, cerca de 3 milhões de euros, a 40 milhões de dólares para penthouses, cerca de 34 milhões de euros, com elevador, garagem e equipa própria.

Algumas das casas estarão mobiladas, mas outras podem ser projetadas em colaboração com os clientes. "Estamos a criar um estilo de vida livre de stress, no qual a pessoa será cuidada quer passe três ou 30 dias por mês", diz Todd Ruff, diretor de residencial do grupo Mandarin Oriental Hotel nos Estados Unidos.

DBOX
DBOX

O grupo pretende começar a expandir esta parte dos seus negócios para Los Angeles e Nova Iorque, e já tem novas residências em mente para Londres, Tel Aviv, Grand Cayman, Honolulu, Flórida, além de um novo projeto avançado pelo idealista/news em Barcelona.