Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Galerias Romanas de Lisboa passam a estar abertas todo o ano a partir de 2020

A estrutura romana só abria ao público duas vezes por ano / Ana Luísa Alvim/ CML via Facebook
A estrutura romana só abria ao público duas vezes por ano / Ana Luísa Alvim/ CML via Facebook
Autor: Redação

A Galerias Romanas da Rua da Prata, na Baixa de Lisboa, são um dos “segredos” mais bem guardados da capital portuguesa. Abertas ao público apenas duas vezes por ano, foram conquistando a atenção de milhares de visitantes e turistas, esgotando bilhetes em poucos minutos. A partir de 2020 tudo vai mudar: as galerias vão passar a estar abertas todo o ano.

A Câmara Municipal de Lisboa anunciou na sua página de Facebook, a quem “sempre quis visitar as Galerias Romanas e nunca o conseguiu fazer”, que está a ser criado um centro interpretativo com entrada acessível a todos pela Rua da Prata. “O Criptopórtico Romano de Lisboa já vai poder ser desfrutado sem filas, nem dias contados, a partir de finais de 2020”, refere a autarquia.

Ana Luísa Alvim/ CML via Facebook
Ana Luísa Alvim/ CML via Facebook

Para já, a estrutura romana só volta a abrir portas em setembro. Os bilhetes têm um custo de 2 euros por participante, com desconto de 50% para seniores, estudantes e desempregados – a entrada é gratuita para crianças até aos 12 anos – e devem ser reservados no site do Museu de Lisboa.

Estima-se que as Galerias Romanas tenham mais de 2.000 anos, tendo sido descobertas no subsolo da Baixa de Lisboa em 1771, na sequência do terramoto de 1755, durante a reconstrução da cidade.