Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

TAP classificada como uma das companhias aéreas do mundo mais seguras para voar em 2020

Empresa portuguesa entra, pela primeira vez, no ranking da Airline Ratings. Australiana Qantas continuar a ser a mais segura do mundo.

TAP Air Portugal
TAP Air Portugal
Autor: Redação

A lista das companhias mais seguras do mundo para voar volta a ser liderada, em 2020, pela australiana Quantas. A grande novidade deste ano é que a TAP Air Portugal passa a integrar o TOP 20, ocupando a 13.ª posição do ranking da Airline Ratings. É a primeira vez que a transportadora nacional figura nesta lista, publicada todos os anos desde 2014 - primeiro com as dez empresas mais seguras e, desde 2016, alargada a 20. Além da TAP, estreiam-se entre as companhias aéreas mais seguras do mundo a Qatar Airways e a Aer Lingus.

O ranking é feito a partir da análise de um universo composto por 405 transportadoras aéreas, tendo em conta questões de segurança e de oferta a bordo dos aviões e com base base em auditorias, registos de incidentes, lucros, iniciativas de ponta na área da segurança e idade da frota.

Airline Ratings considera que estas serão as 20 companhias aéreas que este ano se destacam na indústria, estando "na dianteira em questões de segurança, inovação e lançamento de novos aviões”. 

O TOP 5 das companhias de aviação mais seguras do mundo, que volta a ser liderado pela australiana Qantas, é ainda composto pela Air New Zealand, a taiwanesa EVA Air, a Etihad Airways (transportadora de bandeira dos Emirados Árabes Unidos) e a Qatar Airways (que tinha vencidos os “óscares” da aviação em 2019, os Skytrax World Airline Awards). A lista fica completa com Singapore Airlines, Emirates, Alaska Airlines, Cathay Pacific, Virgin Australia, Hawaiian Airlines, Virgin Atlantic, SAS, Royal Jordanian, Swiss, Finnair, Lufthansa, Aer Lingus e KLM.

Grandes companhias interanacionais que saíram da lista

Pela primeira vez, a japonesa All Nippon Airways sai da lista, assim como a British Airways (tinha falhado apenas a primeira edição do ranking). De fora ficaram também as norte-americanas United e American Airlines.

Além do ranking geral, a Airline Ratings lançou uma lista das dez companhias aéreas low-vost (de baixo custo) “mais seguras e melhores”, sem atribuir qualquer classificação e publicando-as por ordem alfabética: Air Arabia, Flybe, Frontier, HK Express, IndiGo, Jetblue, Volaris, Vueling, Westjet e Wizz.

Segundo o site, todas as transportadoras elencadas “passaram na rigorosa auditoria de segurança operacional (IOSA) da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) e têm excelentes registos de segurança”. Refira-se, no entanto, que “muitas companhias aéreas de baixo custo não fazem parte da IATA e optam por não realizar a auditoria”.