Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Ministro da Cultura e do Desporto espanhol cai por fraude fiscal, mas já foi substituído

Autor: Redação

Em poucas horas tudo mudou na pasta da Cultura e do Desporto do novo Governo espanhol, liderado pelo socialista Pedro Sánchez. Màxim Huerta viu-se forçado a apresentar demissão de ministro por estar envolvido num escândalo de fraude fiscal e José Guirao, gestor cultural e antigo diretor do Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofia, foi o eleito para suceder no cargo.

O jornalista Màxim Huerta tomou posse há menos de uma semana como ministro da Cultura e do Desporto, mas já apresentou a sua demissão a Pedro Sanchéz. Na origem da demissão está o facto do antigo apresentador televisivo ter criado uma empresa fictícia, entre 2006 e 2008, para fugir ao fisco. Foi condenado por fraude fiscal e obrigado a pagar mais de 365 mil euros às Finanças espanholas. Segundo as contas do El Confidencial, Huerta terá defraudado o estado espanhol num montante superior a 218 mil euros.

Huerta decidiu demitir-se, segundo o próprio, para não prejudicar o “projeto renovador” do novo Governo espanhol liderado pelo socialista Pedro Sánchez. Sai Màxim, entra José Guirao. Guirao foi diretor-geral de Belas Artes e Arquivos do Ministério da Cultura de 1993 a 1994 e diretor do Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofia entre 1994 e 2001. O gestor cultural e especialista em arte irá tomar posse no Palácio da Zarzuela esta quinta-feira.