Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Como preparar o orçamento para as férias sem arruinar a carteira? Estas 4 dicas valem ouro

Doutor Finanças
Doutor Finanças
Autor: Redação

Por norma, abril e maio são os meses em que os portugueses se dedicam a planear e marcar as suas férias. Pensar no local, planear viagens, procurar alojamento e marcar atividades de lazer são alguns dos pontos que fazem parte da logística de planeamento de férias e que, se não forem bem pensados, podem deixar as tuas finanças em maus lençóis. 

A pensar nisso, damos-te 4 dicas que vão ajudar a preparar o teu orçamento para férias sem arruinar a tua carteira. 

Este é o terceiro tema da rubrica saúde financeira, que tem uma periodicidade quinzenal, sendo assegurada pelo Doutor Finanças para o idealista/news.

1 - Revê todas as tuas despesas

Ganhar uma folga no orçamento para as tuas férias pode passar apenas por uma revisão do orçamento familiar, ou seja, de todas as despesas e receitas que tens. 

Sugerimos que comeces por fazer uma lista de todas as despesas que possuis. Se necessário, usa o teu extrato bancário, vais surpreender-te com os pequenos gastos que podias estar a canalizar para uma poupança de férias.

Depois de listados todos os gastos, avalia um a um e se podes eventualmente eliminá-lo ou não. Para as despesas que não conseguires eliminar, poderás ponderar a sua redução e negociação, como por exemplo mensalidades de ginásio ou telecomunicações. 

Se com esta revisão conseguires poupar 100 euros e fores de férias em agosto, até lá terás poupado pelo menos 300 euros, que poderás aplicar nuns bons dias de descanso. 

2 - Utiliza o cartão de crédito com moderação

Para reservar alojamento ou viagens, por norma é solicitado pagamento com cartão de crédito. Assim, recomendamos que faças apenas este tipo de pagamento com cartão de crédito. 

Para as despesas dos restantes dias, como a alimentação ou lazer, define um limite máximo e, se necessário, faz um levantamento de dinheiro nesse valor. Se tiveres o dinheiro em mãos terás uma maior consciência de quanto estás a gastar ou não. 

Se não for utilizado com algum cuidado, é muito fácil perderes as contas ao teu cartão de crédito. No planeamento ou durante as férias, utiliza o cartão de crédito apenas quando for necessário, de preferência apenas para este tipo de pagamentos.

3 - Junta os teus créditos em apenas um para uma folga extra no orçamento

É muito fácil, ao longo do ano, ires acumulando algumas despesas com créditos, seja o cartão de crédito que precisaste de usar para uma despesa inesperada, o cartão de fidelização da loja X que tem associada uma linha de crédito ou um crédito pessoal. 

Estes não só representam várias prestações, como são um peso importante no orçamento ao final do mês. Por isso, se foste juntando várias prestações com créditos poderás considerar juntá-las todas em apenas uma, através da consolidação de créditos. 

Ao fazê-lo estarás a conseguir uma poupança mensal, que poderás canalizar para um fundo de emergência, ou mesmo para as tuas merecidas férias.

4 - Distribui diferentes despesas pelos meses que faltam até às férias

Ao distribuíres as diferentes despesas pelo tempo que ainda te falta evita que faças um esforço financeiro avultado de uma só vez e permite-te ganhar algum tempo para comparares as melhores ofertas. 

Se fizeres viagens que impliquem uma reserva, começa por aí. Quanto mais cedo reservares, mais baratas serão. Ao mesmo tempo poderás fazer a reserva do alojamento. Sugerimos que reserves alojamentos com cancelamento gratuito, assim podes continuar a comparar preços e se surgir uma melhor oferta terás oportunidade de cancelar. 

Da mesma forma, poderás ainda planear algumas atividades de lazer, nomeadamente visitas a museus, monumentos e outros eventos. Em muitos casos é possível comprar com antecedência e evitar as longas filas de espera. 

Fazer um orçamento e não o ultrapassar é uma dica de ouro para poupar nas férias e para garantir que voltas e não tens um pesadelo de despesas à tua espera.

Com o planeamento certo, é possível teres os merecidos dias de descanso sem arruinar as tuas finanças.