Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Governo quer baixar a TSU para os contratos permanentes

Autor: Redação

A redução da Taxa Social Única (TSU) paga pelos empregadores que o Governo está a estudar deverá favorecer as empresas que criem postos de trabalho e as que promovam vínculos de trabalho permanente.

Segundo o Observador, que se apoia numa notícia avançada pelo Diário Económico, trata-se de uma medida que ainda não está decidida, mas a ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, já começa a levantar a ponta do véu sobre alguns detalhes que podem estar contemplados na medida.

Em março, quando apresentou a atualização deste ano do Programa de Estabilidade e Crescimento, a governante disse que não existia ainda “uma medida da TSU” e que essa nem sequer tinha sido discutida em Conselho de Ministros.

Agora, numa conferência realizada em Londres, reiterou que não há ainda um plano específico para esta medida, mas disse que a mesma deverá ser desenhada de forma a favorecer empresas que “criem novos empregos, empregos permanentes e que também terão uma espécie de incentivo para reconciliar a vida familiar com o emprego”