Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Asiáticos compram edifício do InterContinental Porto por 55 milhões de euros

Palácio das Cardosas era um dos ativos mais apetecíveis da cidade do Porto / Hotel-Ds.Com
Palácio das Cardosas era um dos ativos mais apetecíveis da cidade do Porto / Hotel-Ds.Com
Autor: Elisabete Soares (colaborador do idealista news)

A sociedade Solitaire Hotels, que detém a propriedade do edifício do hotel InterContinental Palácio das Cardosas, no Porto, foi comprada pelo GCP Hospitality, um grupo de investidores asiáticos, com base em Hong-Kong e Tailândia. O valor de venda rondou os 55 milhões de euros. O idealista/news confirmou o negócio junto da promotora do edifício vendido, detida por um conjunto de sócios portugueses, em que se destaca Miguel Felix da Costa e Godinho Lopes.

O grupo GCP Hospitality gere cerca de 20 hotéis em várias cidades e dedica-se à gestão de ativos, em vários países.

O hotel InterContinental Palácio das Cardosas tem 105 quartos, 16 deles em suite, um restaurante, ginásio e salas de reunião, para além do emblemático café Astória, que reabriu depois de mais de duas décadas fechado.

A unidade de cinco estrelas abriu em julho de 2011 e marcou pela positiva o processo de reabilitação da baixa do Porto, tendo em conta a localização privilegiada na Praça da Liberdade, junto aos Aliados. 

Contrato e gestão mantém-se

De acordo com as informações obtidas, mantém-se o contrato de gestão celebrado, em 2011, com o grupo IHG - InterContinental Hotels Group -, por um período 20 anos.

A aquisição do edifício, o antigo palácio das Cardosas, e a construção do hotel representaram um investimento de 30 milhões de euros, suportados pela sociedade Solitaire Hotels.

O hotel ocupa uma área de 11 mil metros quadrados, localizado no conhecido quarteirão das Cardosas e que foi intervencionado pela SRU – Porto Vivo. Na altura foram criados cerca de 75 postos de trabalho diretos.

Destinado a clientes de negócios e de lazer, os principais mercados, apontados na altura da abertura, eram Portugal, Espanha, Reino Unido, resto da Europa, Brasil e Estados Unidos.

Ocupação próxima dos 90%

Com preços médios de quarto entre os 300 e os 400 euros e uma ocupação próxima dos 90%, o hotel InterContinental Palácio das Cardosas era um ativo muito apetecível. A taxa de retorno prevista é de 6%.

Contudo, este imóvel está no mercado há vários anos. E tudo indica que a concretização do negócio não aconteceu há mais tempo, devido a algumas irregularidades no processo de construção. Foram conhecidas depois de uma auditória, já que o hotel InterContinental foi financiado por fundos comunitários, em 9,3 milhões de euros.

De acordo com um no relatório da IGF, datado de abril de 2015, “a suspeita é de que terá sido violado o Código dos Contratos Públicos. Porque a construtora que venceu o concurso (Lúcios) estava numa posição de vantagem face aos concorrentes”.

A intermediação desta operação esteve a cargo da consultora JLL.