Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Sócio de Isabel dos Santos compra quintas do antigo líder da Casa do Douro

Fernando Teles é sócio de Isabel dos Santos no banco angolano BIC e no português EuroBic / Jornal de Negócios
Fernando Teles é sócio de Isabel dos Santos no banco angolano BIC e no português EuroBic / Jornal de Negócios
Autor: Redação

Chama-se Fernando Leonídio Mendes Teles e nasceu em Alvarenga, freguesia de Arouca, sendo sócio de Isabel dos Santos no banco angolano BIC e no português EuroBic. O banqueiro português comprou duas quintas – por 1,9 milhões de euros – que pertenciam a Manuel António dos Santos, o falido último líder da Casa do Douro.

As propriedades em causa eram para ter sido vendidas em leilão, mas acabaram por ser compradas por Fernando Teles antes do mesmo se realizar. A insolvência tinha sido requerida pela Parvalorem, que ficou com os ativos tóxicos do Banco Português de Negócios (BPN), banco vendido ao BIC, escreve o Jornal de Negócios.

Segundo a publicação, Manuel António Santos, último presidente da Casa do Douro, devia ao estado 160 milhões de euros, tendo os credores aceitado a oferta de 1,9 milhões de euros de Fernando Teles pela Quinta da Boa Vista e pela Quinta da Ponte, em Vilarinho dos Freires, no concelho de Peso da Régua, e ainda por quatro terrenos. 

De referir que as duas quintas não foram granjeadas nos últimos dois anos, pelo que perderam direito a produzir vinho do Porto. Se fossem a leilão, seriam arrematadas pelos valores base de 1,4 milhões de euros (a Quinta da Boa Vista) e de 773 mil euros (a Quinta da Ponte).

O valor de 1,9 milhões de euros recuperados pela massa falida do casal insolvente – Manuel António e a mulher – corresponde a pouco mais de metade dos créditos de 3,6 milhões de euros reclamados por nove entidades. O maior credor, que reclamou 1,5 milhões de euros e requereu a insolvência de Manuel António, é a Parvalorem, sociedade estatal que ficou com os ativos tóxicos do BPN, que foi comprado pelo BIC em 2012 por 40 milhões de euros.

O BIC, que foi entretanto redenominado EuroBic, tem como principais acionistas a empresária angolana Isabel dos Santos e o luso-angolano Fernando Teles, os mesmos do BIC Angola. Teles preside à instituição angolana e é administrador não executivo na portuguesa, que é presidida por Teixeira dos Santos, que era ministro das Finanças quando o BPN foi nacionalizado em 2008.