Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Setúbal está mais sexy e a atrair nova vaga de investimento imobiliário

Bosc d'Anjou on Visualhunt / CC BY-NC-SA
Bosc d'Anjou on Visualhunt / CC BY-NC-SA
Autor: carla celestino (colaborador do idealista news)

Se houve tempos em que Setúbal era apontada como “feia” ou “suja” e apenas salvava esta zona, na Margem Sul do Tejo, o azul do mar, o idealista/news pode testemunhar que essa realidade está a desvanecer. Há agora uma cidade a atrair investidores nacionais e estrangeiros. Há uma cidade a criar novas habitações, alojamento local e conceitos de negócio. Mas também há projetos que teimam em não sair da gaveta.

Reabilitação estende-se do centro a várias zonas da cidade

Ao nível da construção, a autarca de Setúbal conta ao idealista/news que, assistiu-se, “nos últimos quatro anos, a uma intensificação enorme de aquisições de edifícios antigos para reabilitação urbana, em particular no centro histórico, embora este tenha sido um movimento que se estendeu a muitas zonas da cidade”.

Maria das Dores Meira explica também que esta intensificação ficou a dever-se “à ausência de nova construção, que agora está a reaparecer, mas também graças à enorme procura de que fomos alvo por parte de estrangeiros, entre eles muitos franceses, belgas e brasileiros que aqui se quiseram fixar, porque, acredito, gostam da cidade, do seu clima e do muito que tem para oferecer”.

Maria das Dores Meira, presidente da Câmara de Setúbal / Carla Celestino
Maria das Dores Meira, presidente da Câmara de Setúbal / Carla Celestino

Alojamento Local ao rubro

O Alojamento Local (AL) é uma das atividades, atualmente, com maior dinamismo em Setúbal. Existem, segundo o Registo Nacional de Turismo, 447 alojamentos locais no concelho e continuam a aparecer a um elevado ritmo novos estabelecimentos.

Esta mesma realidade é confirmada pela edil. “Setúbal foi, finalmente, descoberta como cidade e como ponto de muitos e qualificados atrativos turísticos. Daí a procura acentuada que está a ter para novos investimentos em alojamento local e hotelaria”.

Porto de Setúbal
Porto de Setúbal

Hoje, acrescenta, “temos aqui enorme procura turística, e das mais diversas proveniências. A nossa restauração está animada como nunca, com novos negócios a nascerem todos os dias e com a nossa capacidade hoteleira, para lá do alojamento local, a ser reforçada constantemente”.

Vaga de novos investimentos em marcha

Para este novo fenónemo Maria das Dores Meira salienta que, muito tem contribuído o “esforço de muitos empresários que tem assegurado este crescimento, mas também o trabalho da autarquia, que, nos últimos anos, tem investido muitos milhões de euros na requalificação daquela que era apontada como uma cidade feia, cinzenta e, por vezes, até suja. Essa realidade mudou.”

CMS
CMS

Sem querer antecipar o que há de novo em cima da mesa, a presidente da Câmara de Setúbal confirma que existem “muitas intenções de investimento já firme e em negociação que, creio, irão alterar significativamente, nos próximos três anos a nossa capacidade de oferta e reforçar ainda mais a nossa atratividade como destino turístico e de investimento”.

E quando questionada sobre se a Macau Legend continua interessada em Setúbal, responde categoricamente: “Sim, continua interessada na construção de uma marina e das infraestruturas de apoio e respetivo aproveitamento imobiliário”. Adiantando que “o andamento do processo está agora dependente do lançamento do concurso público pela APSS para a concessão desta nova marina”.

A ESTAMO, por outro lado, tem à venda no seu site o antigo Convento de São Francisco, localizado no  Lugar de São Francisco, cujo terreno misto tem uma área de 78.449 m2. Há também um terreno para construção na Avenida da Independência das Colónias com uma área de 994.30 m2. E uma moradia na Rua Tebaida, 9, com uma Área Bruta de Construção de 925.05 m2.

Obras avançam a bom ritmo

As obras no Forte de Albarquel, sob a égide da The Helen Hamly Trust, ficaram concluídas no final do ano passado e neste início de 2019 vai acolher um Centro Cultural e de Artes. Quando abrir portas estará vocacionado para a cultura, artes e pedagogia, mas também será uma sala de espetáculos e uma sala para receber visitas oficiais ou investidores.

Esta obra foi possível graças à cedência do forte por parte do Ministério da Defesa à autarquia de Setúbal que, por sua vez, estabeleceu um protocolo com a fundação através da doação do valor de 773.259,21 euros no âmbito da Lei do Mecenato e das Leis Inglesas e do País de Gales. 

Nos terrenos junto a este forte, a chamada Bataria de Albarquel, o Grupo Libertas adquiriu os terrenos pertencentes ao Exército para a construção de uma unidade hoteleira. A representante do Grupo, Cecile Gonçalves confirmou esta situação e sem adiantar grandes pormenores declarou que o projeto “encontra-se neste momento a ser apreciado pela Câmara Municipal de Setúbal”.

Destaque-se ainda a Pousada de Setúbal no Forte de S. Filipe que se encontra de portas encerradas desde 2014, devido a problemas de instabilidade na encosta da Serra da Arrábida. A remodelação e ampliação desta unidade histórica conta com um investimento de 1 milhão de euros e vai duplicar a capacidade dos quartos, passando de 16 para um total de 35 unidades, e mais 10 postos de trabalho que se juntam aos 15 já existentes. Contatado pelo idealista/news o Pestana Hotel Group - que tem a concessão das Pousadas de Portugal - adiantou que a unidade de Segúbal deverá reabrir em 2020.

Setúbal a entrar na crista da onda do surf

O Movimento Pensar Setúbal (MPS) tem vindo a apoiar diversas iniciativas empresariais de modo a atrair empresas e projetos inovadores, a fixar as populações locais e a gerar emprego.

Porto de Setúbal
Porto de Setúbal

O vice-presidente Orlando Santos revelou ao idealista/news que existem dois que estão ligados à animação turística e que vão localizar-se junto à água, um no rio Sado e o outro no rio Tejo. “O que vai ficar na margem do Tejo será um Parque Temático ligado ao surf que vai gerar ondas artificiais”.

O projeto vai ocupar 20 hectares e vai estar também associado a uma grande unidade hoteleira, estando vocacionado para a prática deste desporto e também para famílias. Sem adiantar nomes, Orlando Santos diz que o mesmo “está a ser promovido por um investidor britânico com muita experiência internacional”.

Ao abrigo do Plano Junker foi ainda possível ao MPS apoiar um conjunto de empresas que vão desde a indústria à agroindústria, turismo e parque social  de forma a que se fixem em Setúbal. Um desses projetos “já se encontra numa fase bastante adiantada e existe já um acordo de ocupação das instalações no parque empresarial BlueBiz por parte de uma empresa que vai gerar 30 postos de trabalho ligados à engenharia.”

Projetos em carteira

Existem outros projetos, no entanto, dos quais há muito se fala para Setúbal, mas que ainda estão na gaveta.

Um deles é promovido pelo The Edge Group. Inicialmente, tinha projetado desenvolver o Setúbal Center, mas a construção do Centro Comercial Alegro veio trocar as voltas a este promotor, que agora poderá vir a dar novos usos a esses terrenos.

The Edge Group
The Edge Group

Em causa estará agora, segundo as últimas notícias, um investimento na ordem dos 30 milhões de euros numa área de 30 mil metros quadrados (m2), destinado a criar uma zona residencial. Em processo de licenciamento, contempla a construção de um conjunto de edifícios com uma área central comum ajardinada e dirigido ao segmento médio-alto/alto. Contatado pelo idealista/news, o The Edge Group confirmou estas informações, referindo, porém, que este não é o momento para falar mais sobre o tema.

Ao silêncio reservou-se também o grupo israelita New Lineo Cinemas (NLC), proprietário dos Cinema City em Portugal, que tem em carteira os projetos residencial “Nova Sintra” e um novo hotel em Setúbal.

No meio da serra da Arrábida existe a designada 7ª Bataria da Arrábida, propriedade do Governo, que já fez muita tinta correr e embora os media falem num edifício que deverá ser transformado num complexo turístico (hotel e teleférico) a realidade é que não existe nada em concreto.